Procure

Estudo Bíblico Predestinação


Introdução :

Uma das doutrinas menos propagada e por uns consideradas ate como tabu é a predestinação mas vamos desenvolver um raciocínio fácil e compreensível. Antes de falar em predestinação é preciso compreender alguns pontos chaves, ou seja o diferenciamento de palavras e atos de Deus. Predestinação é um ato intermediário que se dá entre Preordenação e a Eleição/Reprovação. É impossível considerar a doutrina da predestinação sem darmos lugar ao entendimento das outras doutrinas, ou seja Preordenação, Predeterminação, Premonição, Eleição, Predestinação, e Chamada, são permutáveis ou sinônimas. Mas doutrinariamente cada uma destas palavras tem um significado diferente

1- O QUEM VEM SER PREDESTINAÇÃO

Quando Paulo nos fala aos Romanos 8:29, não quer simplesmente falar que Deus separou alguns para salvação e outros para condenação. Isso é uma doutrina Calvinista, ( uma vez salvo, salvo para sempre ) Mais vamos entender que Deus elegeu aqueles que irão aceitar o plano da salvação na integra não parcialmente falando Jo 1:11, diz todos os que receberam, isso nos mostra que poderemos receber como podemos também rejeitar. Predestinação tem que ser dividida em Eleição/Reprovação.

Se formos entender que uma vez salvo, salvo para sempre, ou a predestinação como Calvino deixou escrito poderíamos entender que Adão passou no paraíso um tempo inútil, Deus não precisaria dar a ordem ( Não comeras) mais Deus tem testado o homem de varias maneiras, é o caso das dispensações, Deus testa o homem.

a) Preordenação

A Palavra de Deus nos mostra 1º Co 2:7. Antes da criação ouve a preordenação, não só na criação mas também no assunto tratado “Salvação” existe a preordenação da parte de Deus Ef 1:4. Entendemos que quando Paulo nos fala, ele nos lembra que fomos eleitos em Cristo 2º Ts 2:13, Deus nos conheceu anteriormente, segundo a sua onisciência Hb 4:13, Para Deus as trevas, a noite são luz para Deus Sl 139:12. Não da para separar os atributos de Deus, de seus feitos, pois a soberania de Deus é indiscutível.

Um dos aspectos mais estudados e a preordenação e a ordenação de Deus no ato da criação. Quando da Criação do homem lemos em 2 vez ou seja Gn 1:24-31 e Gn 2:7.Quando da criação Deus ordenou todos os itens por ele criado, !º dia a luz Gn 1:3-5. 2º dia o firmamento Gn 1:6-8. 3º dia a terra seca Gn 1:9-13. 4º dia os luzeiros Gn 1:14-19. 5º dia peixes e aves, Gn 1:23. 6º dia os animais e o homem Gn 1:31. Tudo isso não foi criado pela acaso, Mais antes da criação pela sua onisciência Deus sabia (sabe) e pela sua onividencia Deus via as suas obras.

b) Decreto

Outro termo que devemos compreender é o decreto de Deus. a) Pela preordenação Deus determina qual o seu programa. b) Pelo decreto Deus estabelece, a certeza daquilo que, predeterminou. Jó 22:28 é o estabelecido e um decreto. Em Daniel 11:36 inicia-se com um decreto, um curso de ação, e a execução. Isso ocorreu com Jesus Lc 22:22 até Jesus tinha algo decretado por Deus, a palavra determinado significa o decreto de Deus. Israel tinha algo decretado por Deus At 2:23. Vejamos o que a Bíblia nos fala do maquiavélico feito contra Jesus At 4:27-28.

Deus havia preordenado um certo programa At 4:27-28 depois emitiu um decreto. Fatalmente aquilo ocorreu. A morte de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo não foi ocasional, não poderia haver uma retroação da parte de ambas as personagens, estava decretado. Mt 26:39 Jesus sabia na ora que falou “passa de mim esse cálice” Deus já havia decretado o desenrolar dos fatos. Através do seu decreto Deus estabelece a certeza desse programa.

c) Presciência

Sendo presciência o fato de Deus prevê, e a onisciência o fato de saber são atributos diferenciados, ou seja nem tudo que Deus sabe foi ele que previu, 1º Pe 1:20 mais tudo ele sabe Rm 11:2. Deus prevê anteriormente para que seja feito no seu determinado tempo, At 4:28. Mesmo prevendo as coisa, sabendo de tudo Deus é um Deus justo Rm 10:12-14. A presciência também foi manifestada em Jesus. A) Sabia da morte de cruz Jo 12:32. B) Conhecia pormenores da sua morte Mc 10:33-34. C) Conhecia quem era o traidor Jo 13:18-27. D) Que Pedro o negaria Mc 14:19-31.

Devemos separar e compreender as palavras presciência com uniciencia. Assim como Deus prevê o que vai acontecer mas também a pessoas que serão usadas no curso dos acontecimento releremos novamente At 4:27-28 confirmemos Lc 4:18. A presciência de Deus foi manifestada At 2:23. Um dos fatos mais evidentes da presciência de Deus é as profecias sobre Jesus At 3:18 Deus cumpriu o que tinha anunciado.

2- O Homem e a Predestinação

A predestinação não é atribuída somente no aspecto salvação, mas se diz respeito aos altos desígnios de Deus, Isso não é uma autoria humana pois o homem não pode prever, Mais de Deus pois ele nos deu o escape através de seu amos Jo 3:16. Quando João falou “todo aquele” tem uma conotação ilimitada, tem sido um convite da parte de Deus a todos que responderem a seu chamado, Ap 22:17 a predestinação tem objetivos ilimitados no que concerne a salvação.

Todos os homens estão debaixo do plano de Deus a predestinação Do homem é genérica pois todos são alcançados por Jesus. Todos os homens são passíveis de salvação1º Jo 3:1-3, ficamos alegres de saber que nada acontece por acaso não vivemos sujeitos as circunstancias , ou dependentes de sorte Rm 8:23-24.

a) O Autor               

Deus pela sua onisciência nos conheceu Rm 8:29-30. Cristo nos deixou bem claro que o autor era da parte do Pai Jo 6:44. O autor da predestinação na essência da palavra foi Deus nosso Pai, concernente a salvação Jo 17:6-9 . Deus predestinou para sermos conforme a imagem de seu filho Rm 8:29.1º Ts 4:14-17 Deus tem nos dado a esperança por seu filho Jesus, ou seja não só seremos semelhantes a Ele mas iremos morar com Ele.

Se falarmos no autor veremos que do Senhor é tudo Sl 24:1-2 não só formou mas ele quem determina todas as coisas. O homem tem a liberdade de escolha. Deus tem dado ao homem através de sua misericórdia o direito de escolha, mas não dá ao homem o direito da previsão aos outros, ou seja o homem é responsável pelos seus atos Lc 22:22, Jesus disse que qualquer um poderia trai-lo não só no aspecto da cruz, mas a qualquer momento.

b) A Liberdade

Se Deus de antemão tivesse predestinado alguem em especial, teria tolhido uma das mais importantes dadivas de Deus ao homem ou seja o direito de escolha, Rm 6:6 o homem tem que mudar. Ter liberdade para separar do pecado 1º Co 6:12. Liberdade para andar mais dentro de uma visão espiritual Sl 119:45. Para que não tropeçamos 1º Co 8:9. Não é preciso de lei para nos dar a liberdade 2º Sm 22:2-3, Rm 11:26

Não podemos fazer mau uso da liberdade para que Deus não retire o seu Espirito de nos, como foi com Saul 1º Sm 16:14. Uso para os prazeres carnais 2º Sm 11:1-4. Para a imundícia carnal 2º Rs 5:20. Para a imundícia moral Ed 9:11, Tg 1:21. A nossa liberdade tem que ser escolhida pelo próprio homem para que ele seja um dos que estão debaixo da predestinação/eleição de Deus.

c) O Direito do Homem.

O homem tem deveres perante Deus, mais principalmente Deus deu o direito de escolha para sua criação. Na epoca de Noé a vida corria de uma forma natural Mt 24:37-38, isso queria frisar o Senhor que mesmo com o pecado o curso da vida era normal. O homem pode ouvir ou não a vos do Espirito Santo Hb 3:14-15. Adão tinha deveres a cumprir com Deus Gn 1:27-30, mas também deu ordens do fruto não comei Gn 3:3. O homem tem que entender que Deus não coloca cabresto no homem mas da a liberdade Is 61:1.

Não seria correto para Deus escolher determinadas pessoas para salvação como também colocar o homem debaixo de uma vigilância, Deus tem usado o mesmo método como usou no céu para Lucifer Is 14:12-14 Lucifer pensou intentou no seu coração, provocou a Deus e simplesmente Deus o destituiu do céu, Assim é com o homem o homem tem seu direito de pensar e agir mais de se responsabilizar pelos seus atos.

3- A ELEIÇÃO DIVINA

A Eleição divina não é uma particularidade do Novo testamento, Mais também vemos Deus elegendo homens, nações, para serem usados em determinadas missões, mas se analisarmos bem no Novo Testamento Deus elegeu até anjos 1 Tm 5:21. Deus elegeu o profeta Jeremias antes dele nascer ! Jr 1:5. Isso não quer dizer que o Senhor colocou um cabresto no profeta e ele passou a ser “escravo” de Deus Mais Deus confiava em seu eleito para ser profeta.

A eleição divina não é um fato de exclusividade da salvação. Deus tem deixado o curso correr até o momento de sua intervenção, Veja bem o povo de Israel, Israel é a nação Eleita, na batalha contra Jericó Deus agiu Js 6 mais em Aí havia pecado Deus simplesmente se retirou, momentaneamente mais Deus deixou o povo sofrer. Mesmo os eleitos se deixarem a Deus simplesmente eles pedem o seu direito.

a) Quem Elegeu

Gn 12:1-2 a primeira promessa era de um povo, uma nação, uma igreja, não quer dizer que o Senhor agregaria somente os predestinados. Deus tem um propósito com todos Ef 1:4-7, desde que todos tenham um encontro particular com Deus Is 34:1 pois Deus chama a todos. Ef 2:10 o homem foi feito para uma determinada coisa, mais ele se desviou dela, por isso precisa voltar as origens.

Quando olhamos para o lado da eleição, chegamos a seguinte conclusão; que o Senhor é o autor da salvação Hb 12:2, Isso tem que ser anunciado e ouvido Mt 13:16. Somente o filho de Deus poderia ter feito esse ato em prol de todos Mt 16:16.

b) Quem são os Eleitos

Deus tem eleito homens nações etc. No antigo Testamento Deus elegeu Abraão Ne 9:7 Deus tirou Abraão de sua terra, deu um novo nome para poder começar a usar o seu servo. O povo de Israel Dt 7:6, At 13:17, Deus escolheu o povo de Israel, mais não foi por isso que o povo deixou de pagar por seus erros lembramos quando da construção do bezerro de ouro, Ex. 32 Jerusalém 2º Rs 23:27 Deus tem poder para eleger e para rejeitar.

Deus não lança fora os que ele elege Jo 6:37, desde que os eleitos continue a dar ouvido, obedecer a voz do Senhor. Jesus foi eleito para ser o Salvador do mundo Mq 5:2 bem antes do pecado se instalar no mundo. 2º Ts 2:13 a salvação e um ato de Deus desde o eterno passado.

c) Para Que São Eleitos

Os eleitos para a salvação são os homens, Deus não tem prazer na morte dos ímpios mas quer o pecador se arrependa Jr 26:3 Se o homem voltar a Deus, ele muda o destino reservado ao homem. A) Somos eleitos para seguir a Jesus Mt 4:21, B) Todos temos uma chamada divina Rm 8:30. C) Uma chamada com propósito Rm 1:7. D) Uma chamada para ser correspondida 1º Co 1:24. A eleição tem uma chamada e toda chamada tem 2 finais; atender, ou não atender, quem atende escuta e chega a quem esta chamando, no segundo item se distancia. A eleição é genérica Mt 12:18.

A parábola das 10 virgens 5 eram prudentes estavam preparadas mais 5 eram loucas não estavam nem ai para o que ia acontecer, isso não retirou o direito delas pois as 10 eram noivas, muitos são chamados poucos serão escolhidos, Todos somos criaturas de Deus Jo 1:11-12 somente os que receberam, Deu-lhes o direito de serem filhos de Deus.

4- PREDESTINAÇÃO PARA SALVAÇÃO

A palavra de Deus e efusiva quando destaca aos que crer e não crer Mc 16:16. Deus tem escolhidos aos que crerem Rm 8:29-33. Rm 9:6 nem todos que ouvem aceitam a palavra de Deus, Predestinação e eleição tem que ser entendida A) predestinação vem do grego proorizo ou seja decidir de antemão, Deus predestina seus eleitos para: 1A)Chamada Rm 8:30, 2A) justificados Rm 8:29, 3A) Glorificação Rm 8:30, 4A) Serem santos Ef 1:4 . Mas a palavra é genérica abrangendo a todos os que crerem.

Deus predestinou um povo no seu cômputo geral mas todos os que fazem ou entrarem para este grupo seleto são também eleitos para vida eterna Mt 10:22. A eleição tem que ser vinculada Ef 1:4. Jesus é o primeiro a ser eleito Mt 12:18. A nossa união tem que ser em Cristo.

a) Situação do Homem

A homem estava destituído da gloria de Deus, isso não quer dizer que Deus o deixou de amar Jo 3:16, O amor de Deus é um amor eterno, Deus ama o pecador mas aborrece o pecado Ec 8:12. Deus sempre tem atentado para a condição do homem para poder redimir Ex 2:25. Gl 4:9 Deus conhece a todos. Deus chama sustenta guarda a todos através de Jesus Is 42:1-6.

A situação do homem não mudou desde a queda lá no Edem Gn 3:17-19, mas Deus deu um escape a sua criatura Gn 3:15, Foi uma porta aberta para a reabilitação entre Criatura e Criador, mas esta porta é a única Jo 10:9.

b) Eleição

A escolha de Deus esta vinculada a o fato de crer em Cristo Cl 3:12 - mas tem que ter algumas virtudes básicas, santos, amados, de entranhas de misericórdia, de benignidade, humildade, mansidão, e longanimidade; para que possamos alcançar o alvo. Jesus tem sido a nossa redenção Ef 1:7. Jesus foi que comprou com seu sangue At 20:28. Sendo que os mesmos tem formado a sua igreja Mt 16:18.

Eleição e um ato soberano de Deus Ele não tinha obrigação de em eleger não tinha obrigação de aceitar a morte vicária de Jesus, pois o pecado foi do homem, mas a sua misericórdia ultrapassa a todas as expectativas. Deus não escolheu em si mesmo mais escolheu em Cristo. O ladrão da cruz, foi sorte, predestinado, ou a misericórdia do Senhor, quem salvou ? Foi sua fé no unigênito filho de Deus.

c) Reprovação

Se falar-mos em eleição também temos que encarar a reprovação, Jd 1:4 quando diz que estavam escritos, entende que pessoas que deixaram de dar ouvido a palavra de Deus voltamos o assunto dos ladrões da cruz a situação de ambos eram idênticas mas somente um creu, Mc 16:16. É evidente que temos dois caminhos mas somente uma escolha, Eleição ou Reprovação depende unicamente do homem. Em uma escola aquele que se prepara este é aprovado.

Ez 33:11 Deus não tem prazer na morte do ímpio mais enquanto que ele não se arrepende continua a ser chamado de IMPIO. A sua condição é a mesma. Toda alma esta sobrecarregada de pecados mas para mudar a condição de Reprovado para eleito é preciso mudar a condição de vida.

Conclusão

A predestinação é uma escolha a qual Deus fez de um povo Santo zeloso e de boas obras, os quais cada dia encontram-se com Jesus e integram as fileiras dos herdeiros de Deus por Cristo. A predestinação abrange o que acontecera aos salvos, mas somente aqueles que tem seus nomes escritos no livro da vida.
|  Autor: Pastor Jandiro A. Silva  |  Divulgação: estudosgospel.com.br |