Procure

Estudo Quando o Espírito Santo Age Como o Vento


João 3:8: “O vento assopra onde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes donde vem, nem para onde vai, assim é todo aquele que é nascido do Espírito”.

Introdução

O capitulo 3 de João registra um dos mais profundos ensinos a respeito da ação do Espírito Santo em nós. Nos versos deste capítulo, aprendemos que Ele produz dentro de nós o novo nascimento. Novo nascimento significa “nascer do alto”. O novo nascimento é um ato de Deus em nós, por meio de seu Espírito, onde o Senhor faz brotar dentro de nós uma nova vida, e assim o velho homem morre, e nos tornamos novas criaturas.

Neste capitulo aprendemos que não podemos controlar a obra do Espírito Santo. Ele opera de uma maneira que não podemos predizer ou entender. Não podemos controlar nem limitar a sua ação: Ele é Deus.

Neste capitulo Jesus compara o Espírito Santo ao vento. Examinando algumas qualidades do vento, compreendemos melhor a pessoa do Espírito Santo.

1. O vento é livre: “….o vento sopra onde quer….”.

Ninguém pode proibir o vento de soprar. O vento tem autonomia. Da mesma forma, nenhum homem pode proibir a ação do Espírito de Deus. Com isso, Jesus quer nos mostrar que Deus é Soberano. Ele faz o que quer, e faz quando quiser.

Certa vez eu estava numa sala e sobre a minha mesa soprou um forte vento, e todos os papeis que estavam sobre a mesa, ficaram desarrumados. Eu não queria que o vento soprasse naquela mesa, mas o vento soprou. Uma grande lição que tiro dessa situação, é que muitas vezes o vento sopra onde não queremos. As pensamos que Ele nunca vai soprar em uma determinada pessoa, por que a achamos errada demais, ou imatura, ou carnal, mas quando Deus quer, Ele sopra até mesmo naqueles vasos, em que nos achamos que Ele não sopraria.

Não há barreiras para o vento. E se for desejo dEle fazer algo em tua vida, saiba que ninguém poderá proibir o vento de soprar em você.

2. O vento é misterioso: “….não sabes de onde vem, nem para onde vai…”.

Quando se trata da ação do Espírito, precisamos estar prontos para surpresas. Com frequência o Espírito nos surpreende. E assim temos que estar atentos ao seu mover.

Em atos 1:4, Lucas registra que Jesus estava com seus discípulos durante alguns dias após a ressurreição. No verso 4, Jesus ordena que seus discípulos aguardassem em Jerusalém o cumprimento da promessa.

Os discípulos então perguntam no verso 6, se seria neste tempo em que Jesus haveria de restaurar a Israel. A resposta de Jesus no verso 7, é a seguinte: “não vos pertence saber os tempos ou as estações que o Pai estabeleceu pelo seu próprio poder.

Não nos pertence o direito de saber quando ou onde Deus agirá, pois não sabemos de onde o vento vem e nem para onde vai, a única certeza que tenho é que quando a hora chegar Ele irá nos surpreender, e nessa hora quero estar atento para receber.

3. O vento produz reavivamento. Ez. 37:9 “….Assim diz o Senhor Deus: Vem dos quatro ventos, ó Espírito e assopra sobre estes mortos para que vivam…”.

Ao comparar o Espírito ao Vento, Jesus certamente tinha em mente a visão do vale dos ossos secos de Ezequiel 37. Deus ordena ao professora que profetize sobre o vale de ossos secos dizendo: “….Assim diz o Senhor Deus: Vem dos quatro ventos, ó Espírito e assopra sobre estes mortos para que vivam…”. v.9

Na medida em que o vento soprava, os ossos secos começaram a reviver, a vida começou a ressurgir, uma grande obra de reavivamento começou a acontecer. Quando o vento começa a soprar dentro de nossos corações seremos reavivamos, nossa fé será restaurada, a terra que está seca, será farta de água, o vaso transbordará da presença de Deus.

Peça ao Senhor: Pai, faz teu Espírito soprar dentro do meu coração. Reanima minha fé, meus sentimentos, minha alegria, e prazer em estar na tua presença. Não permita que eu permaneça como um vale de ossos secos.

Conclusão

Há uma estória de um menino que empinava sua pipa. A pipa estava tão alta que desapareceu nas nuvens. Um homem estava passando e perguntou "Por que você está segurando essa linha?" O menino respondeu, "Eu estou empinando uma pipa. Ela está lá em cima." O homem olhou para cima e disse, "Não estou vendo nada." O menino respondeu, "Ah, eu sei que está lá, porque eu estou sentido-a puxar."

É assim também com o Espírito. Não podemos vê-lo, mas com certeza poderemos sentir quando o vento soprar em nossos corações.

Autor: Pr Josias Moura
Fonte: www.josiasmoura.com