Procure

Tocando no Milagre


Lucas 8.40-48
40. E aconteceu que, quando voltou Jesus, a multidão o recebeu, porque todos o estavam esperando. 41. E eis que chegou um homem de nome Jairo, que era príncipe da sinagoga; e, prostrando-se aos pés de Jesus, rogava-lhe que entrasse em sua casa; 42. Porque tinha uma filha única, quase de doze anos, que estava à morte. E indo ele, apertava-o a multidão. 43. E uma mulher, que tinha um fluxo de sangue, havia doze anos, e gastara com os médicos todos os seus haveres, e por nenhum pudera ser curada, 44. Chegando por detrás dele, tocou na orla do seu vestido, e logo estancou o fluxo do seu sangue. 45. E disse Jesus: Quem é que me tocou? E, negando todos, disse Pedro e os que estavam com ele: Mestre, a multidão te aperta e te oprime, e dizes: Quem é que me tocou? 46. E disse Jesus: Alguém me tocou, porque bem conheci que de mim saiu virtude. 47. Então, vendo a mulher que não podia ocultar-se, aproximou-se tremendo e, prostrando-se ante ele, declarou-lhe diante de todo o povo a causa por que lhe havia tocado, e como logo sarara. 48. E ele lhe disse: Tem bom ânimo, filha, a tua Fé te salvou; vai em Paz.

INTRODUÇÃO

Deus seja louvado por ter nos concedido sua boa e agradável palavra. Somos privilegiados por podermos receber do céu palavras que mudam nossas vidas, nos dando um grande elevo espiritual do qual depende nossa saúde e sobrevivência espiritual na terra que Deus deu aos homens.

Com toda certeza eu quero lhes dizer que a Bíblia não é um livro para ser lido. Nisso concordo com alguns líderes espirituais, que orientam seus fieis a não lerem a Bíblia e até dizem que quem lê a Bíblia acaba por ficar louco. Eu conheci um jovem em um estacionamento no centro da cidade de São José dos Campos, que havia ficado louco por ter lido a Bíblia, e na verdade ele decorou a bíblia de capa a capa, era só citar um livro, capítulo e versículo, que ele recitava de cor.

Se a Bíblia é um livro que não deve ser lido, então o que fazer? Eu te digo: Quando Deus fala com Josué, e lhe diz que Moisés não estava mais no meio do povo, pois Deus o tomou para si, Jeová diz para Josué: “Medita na minha Palavra,.. Nunca te apartes da tua boca a minha Palavra..”. Sim! O segredo é meditar na Palavra de Deus e não lê-la.

E ao meditar na Palavra de Deus recebi mais esta mensagem que quero compartilhar com a Igreja de Deus, a Noiva do Cordeiro. Assim gostaria que todos os amados irmãos abrissem seus humildes corações e deixassem que a boa e agradável mensagem fizesse morada dentro de cada um.

Essa é uma mensagem que irá impactar a vida de muitos dos amados irmão, pois digo isso na certeza de que Deus ainda usa profetas para levar sua mensagem à Igreja na Terra. Sou eu nesta ocasião um profeta para a vida de todo aquele que crê, pois se creres verás a Glória de Deus. Crês tu nesta Palavra?
   

A CHEGADA DE JESUS EM CAFARNAUM

O ministério de Jesus se passa quase todo ao redor do lago de Genezaré, ou Lago de Tiberíades, ou mar da Galiléia, como queira, uma vez que todos os nomes se referem ao mesmo lugar. E quando Jesus chega a Bíblia nos relata que todos o estavam esperando, o que nos faz refletir que a chegada de Jesus foi algo agradável para o multidão que o esperava e segundo alguns estudiosos era uma multidão de cerca de 30.000 (trinta mil) pessoas.

Antes de chegar a Cafarnaum Jesus havia visitado outro lugar e para chegar lá atravessa uma imensa tempestade no mar da Galiléia, uma tempestade que não era normal, pois até os mais experientes dos discípulos ficaram com medo, e após passar a tempestade Jesus e seus discípulos chegam a uma cidade chamada Gadara. A cidade de Gadara era uma cidade que havia feito um acordo, um pacto com Roma para criar porcos, se tornando para os Judeus um lugar imundo e amaldiçoado. Naquela cidade havia um homem que estava possesso por uma legião de demônios (Lc-8:30) ou o equivalente a 6.000 demônios, e que foi liberto pelo filho de Deus. E assim quando se soube que Jesus vinha para Cafarnaum vindo de Gadara, todos o esperavam.

Cafarnaum ou Capernaun era chamada por Jesus de sua cidade, pois era o centro de suas peregrinações pela Galiléia, e era ali também que Pedro morava, casa onde Jesus se hospedou por muitas vezes. Assim imagino que a chegada de Jesus em Cafarnaum foi algo maravilhoso, pois todos queriam ser abençoados por aquele homem que levava dentro de si a presença e a Glória de Deus para salvar almas da perdição e da morte eterna e curar seus corpos de qualquer mal. Imagino que houve um grande alvoroço, gritos de alegria e uma grande salva de palmas em sua chegada.
            

JAIRO – UM PRINCIPAL DA SINAGOGA

No dias do relato bíblico de Doutor Lucas, as sinagogas eram encontradas em todas as cidades e também nas aldeias da região da Judéia e Galiléia, uma vez que o povo Judeu era governado pelas leis de Moises, e assim sendo estes lugares não eram apenas um lugar para culto, mas também para se resolver questões judiciais. Nestas sinagogas se reuniam os anciões e juízes das cidade ou aldeia para aplicar a lei, e este conselho era chamado de “Shinhedrin” e o presidente do conselho era chamado de “Principal da Sinagoga”, sabendo-se que este Principal, não era sacerdote, mas sim um juiz, e Jairo era o Principal da Sinagoga de Cafarnaum (Capernaun, quer dizer aldeia da consolação), este era o homem que se prostrou aos pés de Jesus.

Mas o que me intriga é que a bíblia faz questão em dizer a posição desse homem e a condição de ele ter somente uma filha, o que no contexto judeu não é normal, pois a alegria dos Judeus era ter muitos filhos e principalmente que fossem homens, mas este grande e importante homem da sociedade com certeza havia passado por algum tipo de problema que poderia ter feito dele e de sua esposa vítimas da esterilidade. Então se aquela menina morresse Jairo (Jairo, significa O iluminado de Deus) não teria sementes deixadas para posteridade, pois em doze anos ele só teve uma filha, e não deixar semente era uma vergonha para um judeu ainda mais na posição de Jairo. Por isso Jairo queria muito que Jesus fosse a sua casa e sem qualquer explicação Jesus aceita, o que é meio estranho, pois Jesus poderia falar somente uma palavra e a menina estaria curada.

Mas algo aconteceu no meio do caminho, pois quando Jairo seguia feliz e contente por ter achado a solução para seu problema, de repente uma mulher cruza o caminho, rouba a atenção, entra no contexto e muda a história. Dela nada sabemos, nem mesmo o seu nome, mas a conhecemos somente como “A mulher do fluxo de sangue”. Aqui começa nossa mensagem.
                

A MULHER DO FLUXO DE SANGUE

Um casal apaixonado e portador de grandes sonhos se unem e em certo dia nesta linda casa nasceu uma menina a primogênita e esta menina ao chegar a sua puberdade logo tem que passar pelo processo natural do desenvolvimento de seu corpo, pois a natureza a estava preparando para ser uma mulher e não mais uma menina. Assim ela passaria pela hemorragia natural (menstruação) que deveria durar alguns dias.

Segundo a lei Judaica em todas as aldeia ou cidades deveria haver fora da cidade um arraial cercado e separado onde as mulheres ficariam durante sete dias distantes de seus entes queridos até que se passasse sua imundícia e esse arraial era conhecido como o arraial das impuras.

A lei dizia (Levítico 15) que ela deveria ir para este arraial levando uma troca limpa de roupa e depois de terminado a hemorragia ela se banharia colocando a troca de roupa limpa e queimando toda roupa velha, depois se apresentaria ao sacerdote na entrada da cidade levando um casal de rolinha ou pomba para serem sacrificados e somente após o por do sol ela novamente entraria na cidade revendo sua família, mas no outro mês lá estava ela novamente dentro do arraial das impuras, imundas, e aqui vejo um dos motivos de a mulher judia da época gostar de se engravidar muito.

Porém a hemorragia daquela menina, que segundo alguns historiadores tinha cerca de treze para quatorze anos de idade, não cessou no período esperado, e assim ela e sua família gastaram tudo o que tinha procurando muitos médicos e remédios, mas os anos se passam e ela continua sofrendo, ela continua imunda. Todos os meses suas amigas entravam e saiam e levam noticias de tudo que se passava lá fora, e até mesmo traziam algum novo remédio. Certo dia uma nova noticia chega, era o aparecimento de um homem oriundo da cidade de Nazaré que estava fazendo grandes prodígios pela região da Judéia e Galiléia.

Ali dentro aquela jovem não entrega os pontos, pois procurando médicos ela prova a sua perseverança, coragem e determinação na busca de um dia poder sair daquele lugar, e durante os anos sua força vai se esvairindo até que se passam doze anos. Agora aquela menina de cerca de treze anos já tem vinte e cinco anos de idade.

Aquela mulher ficou esquecida pela família e pela sociedade, o tempo passou e todos perderam a esperança de que um dia ela pudesse sair do interior do arraial das impuras, tanto é que nem o nome dela é mencionado. Ela ficou esquecida e desamparada por todos, visto que o dinheiro acabou e a situação só piorava.

Aquela mulher estava em mais um de seus dias no arraial quando outra notícia chega a seus ouvidos através de uma nova hospede:

- “Olha amigas! Fiquei sabendo que hoje o homem chamado Jesus está vindo para Cafarnaum. E já existe uma multidão de pessoas o esperando na beira do lago.”

Creio que esta era a razão de Jesus ter aceitado ir à casa de Jairo. Ele sabia que algo muito grande iria acontecer quando se dirigisse para a casa de Jairo.

Ao saber da vinda de Jesus ela traça um plano. Ela colocou em seu coração: “Se tão somente eu tocar na orla de seu vestido, serei curada!”. Mas ela não poderia ser vista, uma vez que outras mulheres que haviam saído do arraial estavam lá e se a vissem gritariam; “Impura! Impura!”, e isso faria que ela fosse apedrejada, pois desobedecera a lei de Moisés, mas ela então usa um véu na cabeça para se cobrir.

A história diz que ela com cerca de vinte e cinco anos de idade, tinha também cerca de trinta e sete quilos, era osso e pele, fraqueza e angustia, raquítica, assim, quase se arrastando, e pasmem, mas ela levou cerca de seis horas para conseguir chegar até a Jesus, pois a multidão era de 30.000 pessoas, segundo o historiador a mulher caiu cerca de oito vezes, pois a fraqueza era tamanha, e mesmo assim ela vai até que consegue tocar na beira, na orla, do vestido de Jesus. Mesmos com infinitos empurrões ela perseverou e conseguiu chegar até perto do mestre já cansada e abatida ela o tocou e no mesmo momento o fluxo de sangue, a hemorragia se estancou, secou, agora ela estava curada e era só voltar e se apresentar ao sacerdote.
   

A RESPOSTA DE JESUS

Logo ao tocar e receber a cura ela pensa em voltar e sair dali sem que os outros notassem sua presença, pois ela não poderia ter saído do arraial, estando sujeita a pena de apedrejamento, mas o mestre ao sentir o toque para e dá um grito:

- Quem me tocou? Quem me tocou?

Mas ninguém respondia e pelo contrário, todos negavam. Jesus perguntava: Foi você? Ou foi você? Foi tu moço? Todos negavam e Pedro ainda diz a Jesus que a multidão o aperta e o oprimia, e ele pergunta que o tocou? Mas o mestre afirmava e dizia em público:

- Alguém me tocou!!! Alguém me tocou!!!

Ao ouvir os apelos de Jesus a mulher para e não consegue mais se ocultar, e vejo que ela ao ouvir Jesus dizer que alguém o tocou, ela se sente valorizada pela sua perseverança e por saber que de Jesus saiu virtude ela assim se manifesta para dar testemunho do milagre acontecido e a mulher mesmo tremendo de medo contou tudo o que lhe acontecerá desde sua meninice, de tudo que passou e Jesus ouve atentamente.

Ela sabia o risco que estava correndo, pois uma impura não poderia jamais tocar em alguém sob pena de morte, ela conhecia a lei. Mas Jesus contraria todos que estavam ali e olhando para ela diz algo muito profundo:

- Tem bom ânimo, filha, a tua fé te salvou: vai em paz!

Isso é realmente tremendo meus irmãos! Ter fé é algo sobrenatural e nos leva a alcançarmos o milagre tão esperado. E sob o poder da palavra saída da boca de Jesus ela se levanta e volta para cumprir a lei. A Bíblia não relata, mas creio eu que ela voltou para o arraial, queimou sua roupa impura, e se banhou, trocou suas veste por uma nova, apanhou um casal de pombos e se apresentou ao sacerdote pela tarde, e após o sacrifício, ao por do sol, ela chega a sua casa e assim pôde abraçar sua família e a felicidade volta a fazer morada no coração daquela mulher.

Naquele dia após ter tocado na orla do vestido de Jesus ela vai embora e Jairo que iniciou tudo volta ao contexto, mas essa será outra mensagem.

CONCLUSÃO

Existem pessoas que encontrei nessa vida que quando perguntamos como vai, veja o que elas respondem:
- Vai se indo! Eu tenho uma dor de cabeça que não me larga!
- Tudo bem! Mas essa minha dor de coluna tá difícil!
- Estou mais ou menos!
- Eu vou indo, mas o que me incomoda é essa minha dor de estômago!

Eles tomaram posse da dor, da desgraça, do mau, da peste, e agora já não conseguem mais ter fé e alcançarem o grande milagre. Isso é uma pena!

Para todos que se alimentaram dessa palavra eu quero lhes fazer algumas perguntas:
.Queres tu tomar posse do milagre?
.Queres tu deixar o arraial dos impuros?
.Queres tu voltar para sua casa em paz?   

Então se levante e vá ao encontro de Jesus agora e tenha a ousadia de enfrentar a multidão de sua família, multidão de amigos, multidão de adversários, e toque em Jesus, pois aquela mulher nunca ouviu uma palavra como esta, mas teve coragem, ousadia, força, e você tem esta mensagem. Toque em seu milagre.

Jesus está disponível a todos aquele que nele crerem, e isso incluem eu e você.

Vamos e busquemos nossos milagres para que possamos suportar as lutas desse século, e chegarmos ao final da carreira vencedor e não vencidos.

|  Autor: Pr. Alexandre Augusto  |  Divulgação: estudosgospel.com.br |