Procure

Quando Não Falta Unção...


“Eliseu lhe perguntou: Que te hei de fazer? Dize-me que é o que tens em casa. Ela respondeu: Tua serva não tem nada em casa, senão uma botija de azeite.”  II REIS 4:1-7

       Na vida do crente o que não pode faltar é a unção de Deus, que neste texto é simbolizado pelo óleo.
        A mulher deste texto tinha perdido o marido, que havia lhe deixado uma dívida um pouco alta para seus recursos, sendo assim os credores estavam buscando resolver esta dívida levando os filhos para trabalharem como escravos. Esta mulher perdeu o marido, perdeu a condição de se sustentar, estava na iminência de perder os filhos, mas sua resposta diante do profeta suscitava esperança, pois ela diz ao homem de Deus: “eu não tenho nada, a não ser um pouco de azeite...”
       Havia uma possibilidade dentro do ponto de vista desta mulher, pois quando não falta o azeite (unção) tudo pode ser resolvido. Na Bíblia o azeite é símbolo da “Unção”, assim como o profeta Eliseu multiplicou o azeite desta mulher devemos pedir a Deus a multiplicação da nossa unção, porque o que não pode faltar em nossa vida é a “unção de Deus”.
       Quando não falta a unção os filhos não são engolidos pela escravidão, v.1. As dívidas desta mulher estavam para transformar seus filhos em escravos, na época era o costume para que as dívidas fossem pagas. Pode parecer cruel, mas era o costume. A única coisa que lhe restava era um pouco de azeite. A grande verdade é que sempre se tem um pouco de azeite, sempre existe um pouco de unção na vida do crente, o que não pode acontecer é a unção ficar parada. Unção parada não resolve nada. Quando essa mulher obedeceu ao profeta Eliseu e fez o azeite fluir de seu recipiente para as muitas vasilhas o azeite se multiplicou.
       A unção multiplicada impede a escravidão de tomar nossos filhos, pois com a venda do azeite esta mulher pagou a dívida e livrou seus filhos de um destino cruel. Quando você quiser libertação para seus filhos lembre-se, você precisa colocar tua unção em movimento, unção parada não traz libertação.
       Quando não falta unção as dívidas são pagas, v.7. O ser humano já nasce com dívidas espirituais por causa do pecado de Adão, e todo pecado é legalidade para o diabo agir. Nós temos dois tipos especiais de dívidas, a dívida espiritual e a emocional. A espiritual já nascemos com ela, mas a emocional adquirimos com o tempo se não resolvemos a nossa história a medida que ela acontece.
       Quando existe dívida existe cobrador, e no caso de dívida espiritual o cobrador é o diabo. Quando olhamos para a Bíblia em Gênesis 27:41 observamos Jacó saindo de sua casa com uma enorme dívida emocional com seu irmão Esaú. A única maneira de quitar essa dívida, segundo Esaú, era com a morte de Jacó. Mas na sua caminhada pelo deserto Jacó aprendeu a construir uma ponte entre o céu e ele, através da oração, de maneira que quando está voltando para sua casa luta com um anjo no vau de Jaboque até que receba de Deus, sua benção, sua unção. A unção que Deus derramou sobre Jacó mudou a sentença, pagou a dívida dele com seu irmão Esaú, e o encontro que terminaria em morte acabou em perdão, porque a dívida foi paga com a unção, Gen. 33.
       Quando não falta a unção a prosperidade acha causa pra chegar, v. 7. A unção multiplicada pela palavra do profeta na vida desta mulher trouxe, além do pagamento da dívida, sobra de caixa para ela e seus filhos viverem bem com a venda do azeite. Quando a unção entra em operação a prosperidade vem, porque a prosperidade é atraída pela unção de Deus em nossas vidas. A Bíblia diz que nós seremos perseguidos pela prosperidade, Deuteronômio 28.
       Até mesmo o castiçal onde era colocado azeite era de ouro puro, a riqueza sempre esteve envolvida com a unção, é só observar a construção do tabernáculo e do templo que veremos como a riqueza se associa com a unção de Deus. Quer ser próspero? Seja ungido pelo Espírito Santo.

Autor:  Pr Antonio