Procure

Perguntas Movem o Mundo?


Estava meditando no livro de Jó, quando parei em um versículo para ler e reler: “Quantas culpas e pecados tenho eu? Notifica-me a minha transgressão e o meu pecado” Jó 11:23. Jó queria saber o motivo de seu sofrimento, o que de tão grave teria feito para merecer tamanha desgraça de perder tudo que tinha e adoecer a ponto de ficar o coro e o osso. Por quê? Elifaz, Bildade, Zofar e Eliú, conhecidos como “amigos de Jó”, tentaram responder a misteriosa indagação que paira como enigma na existência humana: por quê? Fato é que homens não conseguem responder questões Divinas, apenas Deus.  A existência humana é uma questão natural, porém vivida de forma sobrenatural: não escolhemos quando, como, onde nascer e a conta de nossos dias está guardada com Deus, Soberano , Onipotente, Onisciente e Onipresente. Além do que nos movemos em muitas perguntas sem respostas e muitas respostas para uma só pergunta.

Quem responderia os enigmas do sofrimento de Jó? Capítulos e mais capítulos após Jó demonstrar inquietação quanto a seu estado de ser santo ou pecador, muitas possibilidades lançadas como dados, Deus responde a Jó: “Depois disso, o Senhor, do meio do redemoinho respondeu a Jó” Jó 38:1. E sabem o que me chama atenção? É que Deus responde a Jó com uma série de perguntas! E agora Jó? Como conhecer os reais motivos do sofrimento? Jó não tinha respostas para os questionamentos de Deus. Quando o homem pergunta a Deus aguarda respostas claras, e quando Deus pergunta ao homem? Ai tudo que nos resta é reconhecer que nada sabemos. É claro que Deus tem todas as respostas, porém o que fica entendido em sua maneira de lidar com Jó é: não cabe a nós conhecermos os porquês de Deus, mas reconhecer que Deus é Senhor em todo o tempo. Essa foi a resposta alcançada por Jó:

“Então respondeu Jó ao Senhor, dizendo: Bem sei eu que tudo podes, e que nenhum dos teus propósitos pode ser impedido .Quem é este, que sem conhecimento encobre o conselho? Por isso relatei o que não entendia; coisas que para mim eram inescrutáveis, e que eu não entendia. Escuta-me, pois, e eu falarei; eu te perguntarei, e tu me ensinarás. Com o ouvir dos meus ouvidos ouvi, mas agora te veem os meus olhos. Por isso me abomino e me arrependo no pó e na cinza.” Jó 42:1-6

Depois das lições encontradas em Jó, sobre perguntas e respostas, fui verificar na Bíblia, em que momento da narrativa Bíblica aparece a primeira pergunta. Alguém ai já teve essa curiosidade? E descubro que o primeiro diálogo com interrogações acontece entre Eva e a serpente:

“Ora, a serpente era mais astuta que todas as alimárias do campo que o Senhor Deus tinha feito. E esta disse à mulher: É assim que Deus disse: Não comereis de toda a árvore do jardim?” Gn 3:1

A primeira pergunta feita na Bíblia, teve a intenção de colocar dúvidas na mente humana quanto ao amor e bondade de Deus para conosco. Antes da aparição da serpente no Éden, o que vemos é Deus trabalhando e criando todas as coisas do universo para que possamos morar bem e felizes. Vem a serpente, e com sucesso, destrói a beleza da vida, e faz isso através de uma interrogação. Tem certas interrogações que matam a fé.

Não sei explicar ( mas desconfio) porque a serpente escolhe aparecer para Eva e não para Adão. Seria por causa da emotividade feminina? Razão x emoção. Mulheres são atraídas pelo que ouvem muito mais do que pelo que vêm. Homens vêm primeiro. Mas não é bem sobre diferenças entre homens e mulheres que estamos falando, é sobre: perguntas que movem o mundo!

E a próxima pergunta que aparece na Bíblia após Eva dialogar com o diabo em forma de serpente é: “Onde estás”? Deus pergunta para Adão. É, dialogar com o mal provoca coisas terríveis, as consequências levam para caminhos distantes de Deus. Gn 3:9. Adão não sabia onde estava, ele estava perdido, morto, desprovido da graça Divina. A vergonha surgiu, o medo, mentira e ele percebeu que estava nú. Essa pergunta que Deus fez para Adão, continua ecoando por toda humanidade: “Onde estás”?

E ao perceber que não estava nada bem, Adão tenta se vestir com folhas de figueiras (Gn 3:7). Temos então, o homem tentando curar a si mesmo, prover sua existência, preencher o vazio provocado pelo pecado. Desde então, nos fazemos perguntas porque bem e mal se entrelaçam em nosso entendimento e somente com perguntas e respostas poderemos discernir o sentido de tudo.

As folhas de figueira escolhidas pelo casal Eva e Adão como vestimenta são trocadas por Deus que os cobre com peles de cordeiro, apontando para “A Resposta”, a maior e mais importante Resposta dada a humanidade: “ Fez o Senhor Deus vestimenta de peles para Adão e sua mulher e os vestiu” Gn 3:21. Jesus, O Cordeiro de Deus estava providenciado para restituir o que se perdeu no jardim da criação Divina. O diálogo entre Deus e o homem seria restabelecido pelo caminho da Cruz. A pergunta: “Onde estas?”, agora e para sempre tinha um modo de ser, revelando todo o sentido do viver: “estou em Cristo Jesus”! Essa resposta move o mundo, livra da perdição!

“Disse-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, tornar a entrar no ventre de sua mãe, e nascer? Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus. O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito.” João 3:4-6

É isso. Perguntas movem o mundo. Respostas movem o homem. Deus move perguntas e respostas. Nós, a exemplo de Jó, nada sabemos, a não ser o que nos é permitido saber. A exemplo de Adão e Eva, necessitamos do Cordeiro de Deus para preencher de uma vez por todas, a dor da culpa e da vergonha. Para nos reconciliar com o Pai. E ai, quais perguntas e respostas movem o seu mundo?

| Autor: Wilma Rejane | Divulgação: estudosgospel.Com.BR |