Procure

Estudo Bíblico Ovelha Perdida


Então Jesus contou esta parábola: Se algum de vocês tem cem ovelhas e perde uma, por acaso não vai procurá-la? Assim, deixa no campo as outras noventa e nove e vai procurar a ovelha perdida até achá-la. Quando a encontra, fica muito contente e volta com ela nos ombros. Chegando à sua casa, chama os amigos e vizinhos e diz: “Alegrem-se comigo porque achei a minha ovelha perdida.” Pois eu lhes digo que assim também vai haver mais alegria no céu por um pecador que se arrepende dos seus pecados do que por noventa e nove pessoas boas que não precisam se arrepender. (Lucas 15: 3-7, NTLH)

A parábola da ovelha perdida, assim como a parábola da dracma perdida e a do filho pródigo, possui como tema central o amor de Deus pelos pecadores e o seu desejo de que eles se arrependam e desfrutem de uma nova vida em Cristo Jesus.

A ovelha perdida representa o ser humano que, por algum motivo, não se encontra no aprisco do Pastor. A parábola não diz se a ovelha pensou que poderia existir um aprisco melhor ou se algo a fez pensar que aquele aprisco não era o seu lugar. E realmente saber isso não importa, o que é preocupante é que a ovelha está desprotegida e fora da proteção, cuidado e amor de seu Pastor.

Quando uma ovelha se perde, é possível conjecturar que ela pode estar ferida, doente, com saudades do alimento e cuidado que recebia no aprisco, mas, sem forças e desorientada demais para voltar para lá. Assim também é com quem se desvia dos maravilhosos planos de Deus. Ferida com magoas, doente pelos pecados, com saudades de ouvir uma palavra viva e eficaz, mas sem forças e orientação de como voltar a comunhão com o Pastor de sua alma.

Mas na parábola, quando o Pastor (que representa o próprio Jesus), olha para as noventa e nove ovelhas do aprisco e percebe que uma está faltando, ele deixa as noventa e nove e vai procurar a que se perdeu. Essa atitude não revela desprezo pelas noventa e nove, pois elas continuariam seguras e bem cuidadas no aprisco, mas, sim, que, apesar do Pastor ainda ter muitas ovelhas e estas poderem se multiplicar no futuro, Ele, por seu amor, não abre mão de nenhuma delas.

O Pastor procura a ovelha e quando a encontra tem duas atitudes: alegra-se e carrega a ovelha em seus ombros. Veja que Ele não foi na direção dela e lhe deu umas cajadadas ou lhe falou palavras ruins, mas tão somente se alegrou e a carregou sobre seus ombros e voltou ao aprisco regozijando porque a ovelha perdida agora estava recuperada.

A Parábola não diz o seu estado da ovelha, mas ao dizer que ela era levada sobre os ombros de seu dono, podemos conjecturar que estava frágil e precisando de cuidados e de que esses foram prestados.

Talvez o leitor (a) seja uma ovelha perdida que está com saudades do aprisco do Senhor. Saiba que hoje o Senhor Jesus, o nosso Pastor, te encontrou, está alegre por isso, e quer te carregar nos ombros Dele de volta para o aprisco.

Aceite seus cuidados e se renda por completo ao amor Dele. Há tempo para ser resgatada, mas não há mais tempo a perder!

Confesse seus pecados ao Senhor Jesus e sacie-se na água da vida, que é Espírito Santo, porque Ele tem uma nova história pra você.

Procurarei as ovelhas perdidas, trarei de volta as que se desviaram, farei curativo nas machucadas e tratarei das doentes. (Ezequiel 34: 16, NTLH)

Procurem a ajuda de Deus enquanto podem achá-lo; orem ao Senhor enquanto ele está perto. Que as pessoas perversas mudem a sua maneira de viver e abandonem os seus maus pensamentos! Voltem para o Senhor, nosso Deus, pois ele tem compaixão e perdoa completamente. (Isaías 55: 6-7, NTLH)

Veja mais em Ezequiel 34: 11-16; Salmos 23.
|  Autor: Jonatas Eduardo N.M. Teixeira  |  Divulgação: estudosgospel.com.br |