Procure

Os 5 Segredos Para Uma Vida Vitoriosa

(2 Co 2.14 – 3:1-3)


Deus cuida de seu povo, porém há o questionamento, o porquê das adversidades. As tribulações atingem os crentes com muita freqüência.

Todavia, aquele que confia no Senhor sabe que o mal sucumbirá diante do poder de Jesus. O importante é a confiança que se deposita em Jesus e a certeza de que quanto maior é a luta, maior será a vitória (I Co 15.57).

COMO ALCANÇAR A VITÓRIA

Para que as aflições terminem com vitórias, é necessário que o crente esteja seguro de algumas situações que são imprescindíveis em sua vida, como foram na vida dos heróis da fé, em particular, na do apóstolo Paulo (Fp 4.19).

• Ter a certeza de que o Senhor é o seu Deus – Isso nos leva a entender que existia entre o apóstolo e o Senhor um relacionamento muito íntimo, pessoal, familiar: “O meu Deus.” Ele não fala de uma pessoa distante, que faz uma visita esporádica, ou que se lembra quando em vez do amigo. Esse sentimento de posse indica aproximação, estar por perto em todos os momentos.

• Reconhecer o poderio de Deus (I Jo 2.15) – Não existe nada impossível, muito menos difícil para Deus, porquanto Ele é Todo Poderoso, Criador dos céus e da terra (Apocalipse 10.6).


O poderio, as riquezas, as possibilidades de Deus são imensuráveis. Só um Deus extremamente rico pode suprir todas as necessidades de Seu povo.

Um dos nomes pelo qual Deus é conhecido é Jeová Jiré, que significa “O Senhor que Provê.” (Gênesis 22.8)

• A Vitória do cristão não é pequena

O apóstolo Paulo disse: “Ele suprirá todas as vossas necessidades em glória...”( Fp 4.19).

Glória significa: preciosidade, abundância. Entenda, pois, que a sua vitória é grande porque não traz benefícios só para você. Outros também participam.

Muitos cristãos perdem a vitória porque fixam o olhar, o pensamento e a expectativa apenas na luta. Então, ela se torna muito maior. Mas, a Palavra de Deus diz: “Vindo o inimigo como uma corrente de águas, o Espírito do Senhor arvorará contra ele a sua bandeira.” Isaías 59.19.

Pense em um rio cujas águas foram aumentadas por uma enchente. As águas descendo com toda a força da correnteza. De repente, surge um paredão que intercepta aquele volume de água, fazendo-a retroceder.

O cristão deve fixar o olhar não na correnteza, nem no volume de água (que representa a luta), mas no paredão, como diz o versículo, a bandeira que o Espírito Santo coloca para deslocar a fúria do inimigo.

• O segredo da vitória está na fidelidade do cristão

As necessidades do cristão são supridas em glória por Cristo Jesus. Existe uma reciprocidade entre Jesus e seus servos (João 15.7). Este é o grande segredo. A fidelidade do cristão deve ser constante, permanecer por todo o tempo, a cada dia, mesmo que tudo esteja escuro, como se o crente estivesse em um túnel sem enxergar a saída.

• Em lugar de murmurações e medo, o louvor

O cristão que é fiel ao Senhor sente prazer em louvá-Lo.( Sl 147.1) como disse o salmista:“é bom cantar louvores ao nosso Deus, isto é, agradável, decoroso é o louvor.” O louvor faz bem à alma e ao espírito.

Traz alegria, paz tranqüilidade interior. Ao contrário da murmuração que excita, irrita e adoece. O medo em excesso, por sua vez, traz descontrole emocional, insegurança. O louvor do crente em meio às tribulações, confunde o descrente e afugenta satanás.

• Crente convicto é crente vitorioso

O cristão deve estar com a fé firmada em Cristo mesmo que lhe sobrevenham as piores lutas. Os terríveis ataques provocados pelos servos do mal não poderão separar o crente do amor que ele sente por Jesus.

Existe uma certeza indizível, inexplicável no coração do servo do Senhor. Essa certeza está baseada na prova de amor que Jesus demonstrou ao entregar a si mesmo através daquele horrendo sofrimento que culminou com a Sua condenação e, por fim a morte na cruz (Fp 2.7-8).

Que amor insondável!!!. Cada crente deve fazer suas as palavras do apóstolo Paulo: “Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo ou a espada.”( Rm 8.35). Nada poderá separar o crente desse amor tão sublime, tão verdadeiro.

O crente é vitorioso em todas as coisas por aquele que demonstrou o Seu amor (Romanos 8.37).

E, no final, quando tudo terminar, ainda assim, o cristão é mais que vencedor porque a sua esperança não está somente nesta vida, mas sim na vida eterna, com o seu Salvador. O apóstolo também afirmou: “Se esperarmos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens.” (2 Co 15.19).

Vejamos agora, “Os 5 segredos para uma Vida Vitoriosa”

1. OTIMISMO INDESTRUTIVEL – (2 Co 2:14ª)

“Graças, porém a Deus...”

a) Ações de graças brota da alma do apóstolo com um hino de louvor a Deus. Uma marca do cristianismo verdadeiro é uma vida cheia de gratidão, mesmo em meio a provações e dificuldades.

b) É Deus quem dirige o nosso destino; é Ele quem trabalha para que todas as coisas cooperem para o nosso bem. Não existe acaso, coincidência, nem determinismo. Nenhum fio de cabelo de nossa cabeça pode ser tocado sem que Deus saiba, permita ou tenha um propósito. (Rm 8:28; Lc 21:18; I Jo 5:18).

c) Cristianismo não é masoquismo; cristão não cultua o sofrimento, nem tem prazer na dor, ao contrário, o discípulo de Jesus glorifica a Deus no vale da dor porque sabe que sua vida está nas mãos de Deus.

- Josafá – rei de Judá, certa feita estava sendo atacado por três nações confederadas; ele decretou um jejum, conclamou o povo a confiar em Deus e dar louvores ao Seu Santo nome... o louvor os conduziu à vitória – ( Cr 20:1-22).

- Jó – Depois de perder toda a sua imensa riqueza, seus empregados e seus dez filhos; adorou ao Senhor dizendo: “O Senhor Deus deu, o Senhor tomou, bendito seja o nome do Senhor”... (Jó 1:21; 19:25).

- Paulo e Silas – Estavam presos por causa do evangelho de Jesus Cristo ... por volta da meia noite eles oravam e cantavam hinos a Deus, então, a situação de aparente fracasso transformou-se num cenário de gloriosa vitória (At 16:19-34).

d) Em toda e qualquer situação ou circunstância, você pode erguer-se e exclamar: “Graças, porém a Deus”. Em todas as situações difíceis Deus está nos ensinando verdades celestiais, por isso podemos dar graças ao Seu santo nome. (Rm 5:3,4).

2. SUCESSO CONSTANTE – (2 Co 2:14b)

“... em Cristo, sempre nos conduz em triunfo”. (2 Co 2:14b). a) O triunfo do discípulo de Jesus não é esporádico, é constante. A vida cristã não é uma descida vertiginosa ladeira abaixo, mas uma escalada gloriosa rumo à glória do céu.

- Enquanto a igreja de Jesus caminha, ela leva a mensagem de vida para os que crêem no evangelho e a mensagem de condenação para os incrédulos; somos soldados do general vitorioso – Jesus Cristo, partilhando da glória do Seu triunfo.

b) Deus é quem nos conduz em triunfo – (2 Co 2:14b). Não construímos o caminho do sucesso, ele é aberto por Deus.

Não são nossas estratégias, nosso esforço; o poder vem de Deus; a nossa força não vem de dentro, vem do alto; não é auto-ajuda, mas ajuda do alto céu – de Deus. (Sl 27:1; At 1:8)

c) É por meio de Cristo que somos conduzidos em triunfo (2 Co 14b). O nosso triunfo vem de Deus pai por meio de Jesus Cristo – Ele é o grande conquistador, e nós engrossamos as fileiras do Seu glorioso cortejo triunfal; a única maneira de sermos conduzidos em triunfo é estarmos em Cristo (I Jo 5:12; Mt28:18; Fp 2:9-11).

d) O triunfo que temos em Cristo é constante – ( Co 2:14b). A obra de Deus é indestrutível, em Cristo o nosso sucesso é constante. Ele sempre nos conduz em triunfo. (Dn2:44,45).)

- O Sinédrio judaico tentou impedir o crescimento da igreja – ela cresceu e se espalhou pelo mundo...

- Os imperadores romanos tentaram destruir o cristianismo com perseguição descomunal – ele se multiplicou...

e) Deus nos conduz em triunfo mesmo quando as pessoas intentam o mal contra nós; seja na alegria ou no choro, na saúde e na doença, na prosperidade e na adversidade, na aprovação e na rejeição.

Exemplo: Os irmãos de José o venderam como mercadoria barata – Deus o tirou da prisão e o colocou no palácio como governador do Egito e provedor do mundo. (Gn 50:20)

3. IMPACTO INESQUECIVEL – (2 Co 2:14-16)

a) Os discípulos de Jesus espalharam a fragrância do conhecimento de Deus pela pregação do evangelho – (2 Co 2:14).

b) Os discípulos são o bom perfume de Cristo – (2 Co 2:15).

- O bom perfume é precioso, é valioso, influencia sem alarde, atrai as pessoas, torna o ambiente agradável.

c) Os discípulos de Jesus são agentes de vida ou de morte – (2 Co 2:16). O evangelho sempre exige do homem uma decisão. Ninguém pode ficar neutro em relação a Jesus. O mesmo evangelho que salva o arrependido condena o impenitente.

d) Quem não decide por Cristo decide-se contra Ele. Jesus disse: “Quem não é por mim, é contra mim, quem comigo não ajunta, espalha”. (Mt 12:30)

4. INTEGRIDADE IRREFUTÁVEL (2 Co 2:17)

a) Paulo denuncia os falsos apóstolos que estavam entrando na igreja de Corinto pregando um falso evangelho; obreiros fraudulentos, mascates da religião, eles não tinham compromisso com Deus, com Sua Palavra, nem com o Seu povo – visavam apenas o lucro.

b) Estamos assistindo com profundo senso de vergonha um vexatório comércio das coisas sagradas. Pastores que fazem da igreja uma empresa, do evangelho um produto, do púlpito um balcão de negócios e dos membros, consumidores. Pregam outro evangelho com o objetivo apenas de se enriquecerem.

c) O evangelho deve ser pregado na presença de Deus com irrestrita fidelidade. (2 Co 2: 17b). Como discípulos nós não somos a fonte da mensagem, mas o canal dela, apenas a transmitimos como embaixadores de Cristo. (2 Co 5:20)

d) Assim como Paulo, a mensagem que pregamos é divina, nosso método é transparente e nossa motivação é santa. Não pregamos para usufruir lucro, mas para manifestar a salvação de Deus em Cristo Jesus.

5. REALIDADE INEGOCIÁVEL – (2 Co 3:1-3)

a) A verdade escrita no coração é a mais legível mensagem de Deus (2 Co 3:2,3). O mundo nem sempre lê a Bíblia, mas ele está sempre nos lendo; somos uma carta aberta diante da sociedade.

Nossa vida como discípulos de Jesus é um outdoor de Deus estampado diante dos olhos das pessoas; somos a carta de Cristo.

b) A verdade escrita no coração é a mais duradoura mensagem de Deus ( 2 Co 3:3). Quando uma pessoa se converte ao evangelho ela é selada pelo Espírito Santo e ninguém pode desfazer a obra de Deus.

O Espírito Santo não está produzindo em nós uma caricatura de Cristo, mas nos transformando de glória em glória na própria imagem d’Ele (2 Co 3:18).

c) A verdade escrita no coração é a mensagem mais convincente de Deus – (2 Co 3:2). Uma vida transformada pelo evangelho é um argumento irresistível, irrefutável e irrevogável em favor da verdade.

d) A verdade escrita no coração é a mensagem mais profunda de Deus (2 Co 3:3). A antiga aliança foi gravada em tábuas de pedra, mas a nova aliança foi escrita em nossos corações.
 
Vida vitoriosa: Nada menos do que isso Deus tem chamado essa igreja a viver neste tempo. Sem medo de sermos confundidos com as filosofias vãs, precisamos alcançar toda a plenitude de uma vida abundante que Deus tem para cada um de nós.

A vida do cristão é constantemente desafiada pelas ciladas do maligno. Ele procura por todos os meios embaraçar os passos dos servos de Deus, desanimando, enganando, desestimulando, criando situações difíceis. Ele veio para isso mesmo (I Pe 5.8). Porém, nada dessas coisas poderá roubar a fé dos servos de Deus.

Os desafios devem ser encarados com resistência e com confiança na Palavra de Deus que diz: “Que diremos pois, a esta coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós?” Rm 8.31.

Cada cristão seja, pois, um soldado valente, destemido, confiante que o“Espírito arvorará a sua bandeira” protetora e dará condições para o servo de Deus vencer o mal. Amém!.

|  Autor: Jânio Santos de Oliveira  |  Divulgação: estudosgospel.com.br |