Procure

O Vaso de Alabastro


'Em verdade vos digo: onde for pregado em todo o mundo o evangelho, será também contado o que ela fez, para memória sua'. Mt 14:9

Jesus estava em Betânia, sentado a mesa com Lázaro, o leproso, que havia sido curado por Jesus. O banquete estava servido com iguarias daquela época. Quando de repente Maria, irmã de Lázaro se aproxima e derrama um vaso de alabastro sobre a cabeça de Jesus. O perfume de nardo era extraído de uma planta das montanhas do Himalaia, da família das valerianáceas que cresce a uma elevação de 3.350 metros. Suas raízes produzem a essência, um perfume caríssimo. O nardo puro era guardado em vasos de alabastro, e usado em ocasiões especiais. Seu valor era equivalente a trezentos denários.

Por esse motivo a atitude de Maria tenha causado tanto murmúrio na sala, Judas, o tesoureiro, criticou de imediato: 'Este perfume poderia ser vendido e o dinheiro distribuído com os pobres'. Mas Jesus que tudo sabe, pois é conhecedor de nossas atitudes, conhecia as intenções de Maria, ela entregou tudo o que possuía em uma oferta agradável. O vaso de alabastro foi à forma de dizer muito obrigado pelos milagres concedidos, 'o perdão de seus pecados' e o fato de nunca se esquecera do que Cristo fez por seu irmão Lázaro, ressuscitando e trazendo-o mais uma vez para a família. O verso 6, cita Jesus repreendendo aos murmuradores dizendo; 'Ela praticou de boa ação para comigo'.

Amados irmãos Maria havia se preocupado em ofertar ao nosso salvador o que havia de melhor, ela gastou todo o dinheiro que tinha para ofertar o melhor perfume, hoje você também tem a oportunidade de conceder sua oferta ao Filho de Deus, lhe aconselho a entregar seu amor suas vontades e atitudes, pois assim sua vida diária será uma oferta agradável para o Senhor. Que Deus nos abençoe! André Alcântara

|  Autor: André Alcantara  |  Divulgação: estudosgospel.com.br |