Procure

Estudo Bíblico O Poder da Palavra


         Tiago no capítulo 3 fala sobre o poder da palavra, ou da língua, uma vez que a palavra é articulada pela língua. O rei Salomão no seu livro de Provérbios, 18v21, diz que a vida e a morte estão no poder da língua. Vamos pensar sob este assunto, o poder da palavra, em quatro pontos principais.
        Primeiro, ela é um dom de Deus. já pensaram o que seria de nós ao sentir vontade de cantar, sem poder usar a língua, ou pregar a palavra de Deus, ou conversar? Como fariam os locutores de rádio ou de televisão sem poder usar a língua? Como faria o cristão quando desejasse falar com Deus, ou o jovem que desejasse pedir a sua namorada em casamento? É por isso que dizemos que a língua ou a palavra é um dom de Deus. E Tiago nos adverte do perigo de fazermos mau uso da palavra: com ela bendizemos a Deus ou amaldiçoamos aos homens.
        Segundo. A língua pode matar uma pessoa. Isto faz-nos lembrar do suicídio do nosso presidente, Dr. Getúlio Vargas. Alguém fez denuncias contra ele, verdadeiras ou falsas, gerando murmúrios em todo Brasil; levando-o a cometer o suicídio. Muitos choravam dizendo ser um grande presidente; enquanto outros diziam o contrário. O importante disto a considerar, é o poder da palavra de matar uma pessoa. Ela mata o ânimo, destrói a fé, macula o amor, destrói o entusiasmo; ou ainda o prazer de viver. Quanta responsabilidade pesa sobre cada um de nós no uso deste membro tão importante de comunicação. Por isto mesmo o Senhor Jesus nos adverte, dizendo que daremos contas no dia do juízo por toda a palavra ociosa que dissermos. Por isso todo o cuidado é pouco. Saibamos usar bem este maravilhoso dom que Deus nos deu.
        Terceiro. Diz Tiago que a língua é um fogo, cujo fogo ele traz do inferno. Diz ele que um pequeno fogo destrói um grande bosque; e a língua um pequeno membro que incendeia o curso da natureza, Deus criou os homens para viverem em paz. E pergunta:
 

“De onde vêm as guerras e pelejas entre vós? Porventura não vem disto, a saber, dos vossos deleites, que em vossos membros guerreiam?” (Tiago 4:1).
 
        Maldizer o nosso semelhante é cometer um homicídio; porque a palavra tem o poder como foi citado acima. Vejam por ex: a televisão e o radio e ainda o computador, são instrumentos dados por Deus para promover o bem-estar do nosso semelhante, ou ainda de toda comunidade. Lamentavelmente estes instrumentos são usados muitas vezes para deturpar a verdade e estimular na prática do mal muito mais do que do bem. É o poder da palavra.
         Quarto. A palavra vivifica. Exemplos: Jesus deu ordem e o defunto Lázaro saiu da sepultura. (João 11 43). O paralítico do tanque de Betesda, e o de Cafarnaum, ao ouvirem a palavra: “Levanta-te, toma a tua cama, e vai para tua casa” (João5: 8e9. Mt 9: 6e7).Uma boa palavra pode criar um bom animo; criar entusiasmo e glorificar a Deus, como diz Tiago, “Com ela bem dizemos a Deus, ou amaldiçoamos os homens; com ela nós damos uma nova vida à igreja, e promovemos o reino de Deus. Então distinto leitor de que modo você usa este dom que Deus lhe deu que é a língua ou a capacidade de pronunciar palavras? Você está contribuindo que na igreja haja muitas conversões, ou está barrando o crescimento dela? Está usando a sua língua para vivificar uma pessoa, ou para matá-la? Quanta responsabilidade! A sua palavra, é para vivificar ou matar? Use-a para dar vida pois o mundo precisa de vida.


Autor: Pr Timofei Diacov