Procure

O Milagre de Caná da Galiléia


Caná da Galiléia era uma aldeia simples que ficava perto de Cafarnaum, cidade israelita localizada próximo a praia noroeste do mar da Galiléia, que se tornou o centro do ministério de Jesus Cristo. Esta aldeia teve o privilégio de ser o cenário para a primeira manifestação miraculosa de Jesus Cristo. Jesus, sua mãe, e seus discípulos foram convidados para uma festa de casamento em Caná.

A festa estava em curso, tudo seguia bem, mas surge um problema: faltou o vinho, a bebida principal. Tal situação naquela comunidade implicava em desonra para o noivo. Houve uma inquietação. Maria, a mãe de Jesus então, recorre a ele:

Tendo acabado o vinho, a mãe de Jesus lhe disse: Eles não têm mais vinho. Jo. 2.3.

Maria conhecendo que Jesus era o filho de Deus e sabendo a diferença que ele podia fazer na festa, recomendou aos criados: Fazei tudo o que ele vos disser. Jo. 2.5.

Jesus aproveitou este acontecimento para divulgar de maneira bem característica as boas novas de seu evangelho. Ele estabeleceu ali três princípios muito importantes para a vida Cristã:

A transformação abundante.
A transformação para melhor.
A transformação explicita.

Estavam ali seis talhas de pedra, que os judeus usavam para as purificações, e cada uma levava duas ou três almudes.

Jesus lhes disse: Enchei de água as talhas. E eles as encheram totalmente.

Então, lhes determinou: Tirai agora e levai ao mestre-sala. Eles o fizeram.

Tendo o mestre-sala provado a água transformada em vinho (não sabendo donde viera, se bem que o sabiam os serventes que haviam tirado a água), chamou o noivo e lhe disse: Todos costumam pôr primeiro o bom vinho e, quando já beberam fartamente, servem o inferior; tu, porém, guardaste o bom vinho até agora. Jo. 2. 6-10.

Cheias as talhas pelos criados Jesus ordenou que fosse levada uma amostra da bebida para o mestre sala. O mestre sala experimentou e manifestou-se ao noivo:

Todos costumam pôr primeiro o bom vinho e, quando já beberam fartamente, servem o inferior; tu, porém, guardaste o bom vinho até agora. Jo. 2. 10.

Podemos aprender neste acontecimento em Cana da Galiléia uma lição muito significante. Biblicamente o vinho é símbolo de alegria e a alegria é uma das principais essências do reino de Deus. Porque o Reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo. Ro. 14.17.

Jesus realiza o primeiro de seus milagres em uma festa de casamento. Tal honra a um casamento pode ser compreendida facilmente. O casamento é divinamente o ponto de partida para a formação da família e a família é uma unidade celular da sociedade. A sociedade só pode ser feliz, se as famílias que a compõe estiverem felizes.

Infelizmente as estatísticas sociais apontam para um caos social; traições, adultérios, casamentos destruídos, filhos desamparados e lares totalmente desintegrados. A sociedade precisa de um vinho novo. Há evidencias suficientes de que vidas precisam ser transformadas Por Jesus Cristo, o mesmo do milagre de Caná da Galiléia: Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje e eternamente. Hb. 13.8.

Se as pessoas recorrerem a Cristo como fez Maria, suas vidas serão transformadas e a fonte vai jorrar a água da vida.

Disse Jesus: Quem crê em mim, como diz a Escritura, rios d’agua viva correrão do seu interior. Jo. 7. 38.

Você poderá ser impactado pelo evangelho de Jesus Cristo com os três princípios citados anteriormente; Ser transformado abundantemente, Ser transformado para ser melhor e ser transformado explicitamente para que todos te reconheçam como uma maravilha de Jesus.

O milagre é com Jesus. A decisão é com você.

Não há nada que Cristo não possa fazer. Não há água que não possa ser transformada em vinho. O Cristo de Caná da Galiléia vive Ele está bem perto de você. Embora você não possa ver, ele está batendo em seu coração. Ele mesmo disse:

Eis que estou à porta e bato: se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo. Ap. 3.20.

Deixe Jesus mudar a sua história para melhor e viva abundantemente.

Autor: Hélio Márcio