Procure

O Homem Nobre Projeta Coisas Nobres


Texto: (Jo 6.60-67) “60 Muitos, pois, dos seus discípulos, ouvindo isto, disseram: Duro é este discurso; quem o pode ouvir? 61 Sabendo, pois, Jesus em si mesmo que os seus discípulos murmuravam disto, disse-lhes: Isto escandaliza-vos? 62 Que seria, pois, se vísseis subir o Filho do homem para onde primeiro estava? 63 O espírito é o que vivifica, a carne para nada aproveita; as palavras que eu vos disse são espírito e vida. 64 Mas há alguns de vós que não crêem. Porque bem sabia Jesus, desde o princípio, quem eram os que não criam, e quem era o que o havia de entregar. 65 E dizia: Por isso eu vos disse que ninguém pode vir a mim, se por meu Pai não lhe for concedido. 66 Desde então muitos dos seus discípulos tornaram para trás, e já não andavam com ele. 67 Então disse Jesus aos doze: Quereis vós também retirar-vos?”.

INTRODUÇÃO:

Uma característica predominante no ser humano é a facilidade de criar projetos imediatistas: projetos que são realizados em prazos de 1 mês, ou quando muito em 1 ano. Isso acontece devido ao domínio carnal do homem sem Deus. Homens que sofrem da síndrome de ansiedade: querem plantar de manhã e colher de noite.

O homem espiritual reconhece que os projetos mais nobres são os que exigem mais investimento de recursos, tais como: dedicação, perseverança e fé. O homem espiritual aprende a suportar alguns revezes porque sabe que está trabalhando em um projeto de longo-prazo.

1. Quem enxerga a longo-prazo não segue a multidão:

As multidões têm a tendência de tomar decisões equivocadas, pois só conseguem enxergar resultados de CURTO-PRAZO. E tem mais, as multidões se esforçam para desacreditar os “diferentes”. É por isso que as pessoas com comportamento diferente sofrem tantos tipos de discriminação e preconceito. Mas o que ninguém considera é que os expoentes em qualquer área da sociedade são justamente aquelas pessoas que foram diferentes dos outros:

a) enquanto todos os alunos se preparavam para o vestibular e aproveitavam as horas de folga para relaxar, o empresário Señor Abravañel estudava e aproveitava as horas de folga para se dedicar a concretizar o sonho de sua vida;

b) enquanto os atletas se esforçavam para conseguir uma vaguinha nos jogos olímpicos, o nadador Cielo se preparava para quebrar os recordes mundiais.

c) Enquanto todos se apressavam para cantar e tocar nas bandas da igreja, o pastor Fulano de Tal gastava seu precioso tempo estudando e se aperfeiçoando na Palavra;

Seria possível enumerar centenas de casos de pessoas excepcionais, que investiram em projetos de longo-prazo e, no tempo certo, colheram os frutos de sua dedicação.

Verdadeiramente, há um potencial dentro de cada pessoa que precisa ser explorado. tua realização vai depender de quanto você investe em teus próprios projetos.

2. Mesmo Quando Todos Fazem A Escolha Errada, Nós Ainda Podemos Optar Pela Boa Escolha:

Quando chegamos ao versículo 67, vemos o Senhor Jesus lançando o desafio aos poucos que sobraram: “Quereis vós também retirar-vos?”. Diante do desafio, encontramos a lição que pode nos ajudar a FAZER DIFERENÇA no meio de uma geração corrupta e violenta: os remanescentes demonstraram que também não estavam satisfeitos com aquelas palavras, mas eles mostraram que conheciam o projeto de vida que estavam escolhendo. (vv. 68-69–“68 Respondeu-lhe, pois, Simão Pedro: Senhor, para quem iremos nós? Tu tens as palavras da vida eterna. 69 E nós temos crido e conhecido que tu és o Cristo, o Filho do Deus vivente.”). Os discípulos entendiam que, mesmo que alguém conseguisse reunir todos os sucessos da história, nem a soma de todos eles poderia superar a vantagem que é alguém ultrapassar a barreira da morte.

Eles sabiam que, sair dali até poderia trazer um conforto momentâneo, mas só o Senhor Jesus seria capaz de levá-los à vida eterna.

a) A sinceridade dos discípulos comprova que nem sempre vai ser agradável seguir a Jesus (“Para onde iremos?”). A pergunta deles mostra que eles já tinham imaginado a hipótese de sair.

b) Contextualizando, deparamos com um problema SÉRIO que a sociedade apresenta: o acesso demasiadamente fácil à informação. Por exemplo: quando um pregador é tremendamente usado por Deus para falar no coração da igreja, os crentes voltam para suas casas e assistem (pela TV, DVD, INTERNET, ou qualquer outro meio moderno) uma pregação de um profissional da comunicação (nem sempre são servos de Deus) e logo substitui o que Deus lhe falou por algo que a TV falou. Os pastores já não possuem a mesma força que tinham no passado.

Hoje, está muito fácil “seguir” a Jesus sem ter que obedecer a ninguém.

Funciona mais ou menos assim: se o pastor for legal comigo e fizer o que eu acho certo, to dentro; mas se ele vier com idéia de me dizer o que é certo ou errado, caio fora.

Para consolo dos pastores, isso também aconteceu com o Senhor Jesus (JOÃO 6.29-67). Jesus, por alguns momentos deixou de lado os milagres e usou de sua autoridade para falar sério. E o que aconteceu? O mesmo que acontece hoje: de pouco a pouco o povo foi caindo fora. Algo que impressiona é que uma multidão já tinha debandado. A multidão estava interessada nos projetos de curto-prazo (cura de enfermidades, oportunidades de emprego, casa própria, meios de transporte, etc.). Por isso, quando as pregações começaram a revelar necessidade de comprometimento, aconteceu a debandada. Imagino que as pessoas que saíram não se limitavam a ir embora: é difícil imaginar que eles iam sem ficar caluniando e difamando o ministério de Jesus. Mas os discípulos conseguiram resistir ao ataque, porque eles conseguiam enxergar além da visão natural.

3. Quem projeta coisas nobres, precisa fazer algumas renúncias:

Ao optarem pela Palavra da vida eterna, eles mostraram uma característica fundamental no plano da salvação: A CAPACIDADE DE RENÚNCIA. Eles tinham ouvido quando o Senhor Jesus falou, em Lucas 14.33–“Assim, pois, qualquer de vós, que não renuncia a tudo quanto tem, não pode ser meu discípulo.”. O homem que projeta coisas nobres adquire coragem para fazer o investimento mais valioso: você investe a vida terrena e passageira e recebe como recompensa a vida eterna e gloriosa (LUCAS 18.29-30).

JESUS PROPÕE UMA TROCA JUSTA.

CONCLUSÃO:

ISAÍAS 32.8 nos apresenta que o HOMEM NOBRE PROJETA COISAS NOBRES. Projetos de longo-prazo podem exigir investimentos de grande porte, mas o prêmio compensa.

A confiança em Deus ajuda a transformar maremotos em marolas. Uma pessoa espiritual sabe que não existe lugar melhor do que a presença de Deus. Diante das adversidades, é como se dissesse: PARA ONDE IREMOS?

O projeto que traz o maior de todos os resultados é a busca pela salvação da alma (SÓ JESUS TEM AS PALAVRAS DE VIDA ETERNA).

A boa notícia é que mesmo quem não é espiritual, pode apresentar seus sonhos a Jesus e pedir que Ele os transforme em projetos. Jamais podemos esquecer que através do quebrantamento e do arrependimento, conseguimos tocar o coração de Deus (SALMOS 51.17).

Para as multidões que estão acostumadas a projetar coisas banais e realizar somente coisas banais, mas que desejam projetar a partir de hoje coisas nobres, o que podemos oferecer é a oração.
 
Autor: Pr. Carlos Ribeiro