Procure

Como Aumentar o Seu Azeite


"E uma mulher, das mulheres dos filhos dos profetas, clamou a Eliseu, dizendo: Meu marido, teu servo morreu; e tu sabes que o teu servo temia ao Senhor; e veio o credor, para levar os meus dois filhos para serem servos. E Eliseu disse: Que te hei de fazer? Dize-me que é que tens em casa. E ela disse: Tua serva não tem nada em casa, senão uma botija de azeite."(II Re 4;1-2)

Amados e queridos irmãos, saúdo-os com a Paz do Senhor!

A história destes dois principais personagens desta passagem na Bíblia Sagrada, me encanta por duas razões: pela credibilidade do profeta Eliseu e pela conversão da Viúva ao Senhor. Você deve estar se perguntando: "conversão da viúva"? Sim, pois no vers 1 ela se dirige a Eliseu dizendo que o seu marido, servo do profeta havia morrido; esta conclusão resume-se da expressão "teu servo" e não "tua serva" , logo subentende-se que ela não conhecia a Deus. Interessante que ela teve, creio eu, que muitas oportunidades, pois era nora de profeta. E fiquei perguntando ao Senhor: Por que ela não se dirigiu ao sogro com o mesmo desespero, poi segundo a bíblia os credores a quem ela devia , tomariam os seus filhos para serem escravos? Deus respondeu ao meu coração que há momentos e ocasiões na vida do crente que a obra é específica pra ele fazer e não outro. Talvez porque o sogro da viúva não tivesse a mesma unção de ousadia de Eliseu e/ou porque o seu coração já não tivesse mais na mesma ligação com o trono do Altíssimo.

Sabe-se que naquele tempo, as mulheres que enviuvavam, eram desprezadas e esquecidas pela sociedade, só não passavam por isso se tivessem algum cunhado, que pudesse vir a se casar com ela para dar continuidade ao nome da familia do falecido esposo. Creio que no caso da viúva de II Re 4, a história era diferente, ela já não tinha ninguém, não tinha nada, só dívidas deixadas pelo marido e a dor de pensar em abrir mão dos seus próprios filhos.

A credibilidade de Eliseu fez a viúva não só confiar nele mas também a clamar a ele. Quando ele pergunta o que poderia fazer por ela e o que ela tinha em casa, automaticamente antes de responder as perguntas ela se declara "tua serva". Nesse momento ela conheceu a Deus por intermédio do posicionamento do profeta Eliseu; era como se ela estivesse realmente diante do Senhor, pois naquele tempo quem era profeta era considerado a própria boca de Deus na terra.

A viúva, na sua inexperiência de nova convertida, não sabia o valor da botija de azeite que ela tinha em casa. Era só uma em quantidade, mas uma porção dobrada em unção. Esse azeite que outrora estava guardado, escondido, desvalorizado, agora precisava ser derramado, revelado para o arrempedimento dos seus próprios pecados. Acredito que este azeite nada mais era, que o seu próprio coração, que se quebrantou e se sensibilizou diante do homem de Deus.

Mas esse nardo puro e revelado não poderia ficar em casa, tinha que ser distribuído para que ela e seus filhos tivessem vida e vida em abundância. Era necessário ela não só tê-lo mas fazê-lo transbordar para que o mesmo não viesse a faltar. Por isso o Homem de Deus falou para ela: "Vai, pede emprestados, de todos os teus vizinhos, vasos vazios,não poucos. Então entra e fecha a porta sobre ti, e sobre teus filhos, e deita o azeite em todas aqueles vasos, e põe à parte o que estiver cheio"(vers 3,4).

Era para ela evangelizar, falar do amor do nosso Salvador , levar para aqueles a mesma sensação de provisão e de felicidade que ela sentira. No versículo 4, Deus me revela a intimidade com Ele, com as portas fechadas. Se você não tiver intimidade com Deus não tem como ir a campo levar o Evangelho a toda criatura. Portanto quanto mais intimidade, mais unção, mais azeite, aí você tem como derramá-lo em alguém que precise, na proporção certa, sem desperdício.

Seus filhos foram a campo também buscar almas e trouxeram-nas a sua mãe,e esta dividiu juntamente com eles, a unção com outras almas; Chegou o momento em que a viúva perguntou se havia mais vaso e o seu filho lhe respondeu que não havia mais vaso algum. Logo, o azeite parou. Por que o azeite parou? Porque ela parou de buscar juntamente com os seus filhos. Quando isso acontece o azeite de Deus escassa de nossas vidas, nos deixando com o mesmo na reserva, precisando ser restituído por completo novamente.

Pela Graça do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, espero que esta mensagem edifique a sua vida espiritual e a sua vida material. Que os seus sonhos jamais sejam frustrados pois os sonhos de Deus não são. Continue firme na presença do Senhor e que Deus lhe abençôe!
Autor: Fabiana Albuquerque de Oliveira