Procure

Dependência de Deus

Salmo  31.15


         Encontramos neste salmo, Davi angustiado, passando por momentos difíceis, por que não dizer que sua vida estava sendo atingida por uma tempestade. Em todo o salmo podemos extrair ricas lições que servirão para o nosso cotidiano. Não podemos deixar de perceber o que esta passagem transmite para nós; segurança, confiança e acima de tudo à experiência da dependência de Deus. O que eu pude observar que desde o primeiro versículo, ele nos revela Deus como sua fortaleza, revela também Davi pedindo ajuda, socorro, clamando por justiça. E também não poderia deixar de mencionar que ele revela a bondade e misericórdia de Deus. Confiança, Fé e arrependimento são as bases para se alcançar á misericórdia de Deus. Como será que se encontra a sua vida? Atribulada pelas perseguições? Decepcionado com as injustiças? Veja o que Davi queria nos passar; tenha fé, confiança, creia e passe a depender de Deus.
         Caro leitor; quando Davi disse, nas tuas mãos estão os meus dias, ele estava querendo dizer que a vida dele estava entregue nas mãos de Deus. Não diferente de Davi, nós não estamos imune às tempestades, aos problemas e dificuldades. Muitas inquietações de nossa vida são provenientes, ou seja, vem de Satanás, por que ele semeia no coração do homem; ódio, inveja e ambições. Esses atributos satânicos já são suficientes para perturbar a humanidade. Onde causam angustias e tristezas na vida de muitas pessoas. Porém se alguém está sendo perseguido ou sofrendo algum problema semelhante, será em vão a sua persistência naquilo que não podemos solucionar, porque é só sofrer mais.
         No evangelho de Lucas (23.46); o próprio Jesus mostrou dependência do pai (o Deus que criou os céus e a terra), crucificado na cruz ele clamou em alta voz, Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito.
         Analise agora a vida de Jonas, (1.3-7) depois que ele tentou fugir da presença de Deus, para não realizar a sua obra. O que foi que aconteceu? O sofrimento foi maior, agora eu encontro um homem que tentou direcionar os seus próprios caminhos, ou seja, não estava mais na direção de Deus, não dependia mais de Deus, pelo contrário estava na contra mão de Deus. Relata a bíblia no livro de Jonas (2.2-9) que ele o próprio Jonas recorreu a Deus, em clamor do ventre do grande peixe para Deus livrá-lo da morte. Observe que para se relacionar com Deus ou melhor para obter algo de Deus; como escape; livramento, refúgio, socorro, milagres; enfim vitórias. Têm que haver uma total submissão a Deus, depois é que vem á resposta como socorro bem presente.
         Como está você? Como está sua vida? Como está o seu altar? Você realmente depende de Deus? Se você depende de Deus não se preocupe com as perseguições. Deus deixará todos os seus perseguidores confundidos, os que lhe perseguem, tratarão com o próprio Deus.
         Lembra da história narrada no livro de Ester (3.12)? Quando se levantou uma perseguição contra o povo judeu? Ocorreu quando um homem chamado Hamã, intentou matar todos os judeus das províncias do rei Assuero. Iniciou-se com a perseguição a  Mordecai, um judeu que fora levado cativo para babilônia.
          O decreto do rei, exaltou Hamã (Et 3.2-5), determinando que todos os servos do reino devesse se inclinar perante ele, mas o servo de Deus, não se inclinava nem se prostrava diante dele, então começou a ser perseguido e ameaçado de morte. Sucedeu que Hamã procurou destruir todos os judeus que havia em todo reino de Assuero. Observamos que não era mais apenas um homem sendo perseguido, mas sim todos os judeus. Então eles começaram a jejuar por Ester a rainha que Deus tinha escolhido. Porém, agora, não só a rainha Ester, como o povo de Deus após saber que iria se levantar uma perseguição só vira uma saída para escapar da morte, era buscar socorro em Deus, era depender de Deus ou morrer. Como relatei no início que Deus não deixa confundido aqueles que dependem dele, o que aconteceu com Hamã o perseguidor do servo de Deus; tinha ele preparado uma forca para Mordecai (5.14), mas seus planos foram frustrados, Deus fez com que ele saísse pelas ruas a mando do rei Assuero (Et  6.11), assim o fez, vestiu o servo de Deus com as vestes reais, o montou no cavalo que o rei costumava andar e lhe pôs na cabeça a coroa real. Atente bem, ainda falta algo acontecer, a sentença de Deus. A forca que Hamâ preparou para o servo de Deus, o rei mandou enforcar Hamã (7.10).
         Dependência de Deus em meio aos problemas, as perseguições e as injustiças entregue a ele, creia, socorra-se de Deus. Não importa qual a área da sua vida que foi atingida, se for enfermidade a palavra de Deus, nos assegura através de um relato que encontramos no evangelho de João (5.1-9), narra a historia de um homem paralítico, que passou cerca de trinta e oito anos, junto há um tanque sagrado, esperando ser curado (5.7), o texto nos leva a entender que ele estava esperando pelo o homem, ou seja, dependendo de alguém para coloca-lo no tanque, Observe que enquanto o homem estiver dependendo dele mesmo ou de outra pessoa, o quadro se complica, a situação se agrava ainda mais e nada acontece. Você não vai passar de ser apenas um espectador das bençãos dos outros. Sempre será a aquela mesma rotina para você, a mesmice de sempre, por que não dizer uma decepção, tristeza, medo das perseguições e risco de morte. Mas aprenda uma lição hoje, passe a depender de Deus. O paralítico do tanque de Betesda, bem pertinho de Jesus disse as seguintes palavras, não tenho ninguém que me ponha no tanque, ele estava  esperando ou dependo da ajuda humana, saiba que quem faz é Deus, quem realiza o meu e o seu milagre é Deus, foi ele que deu vitória a Davi sobre seus inimigos e perseguidores.                                     
         Não importa se você esta passando pelo fogo, porque Deus entra no fogo com você, como o quarto homem na fornalha de fogo ardente, da mesma maneira que esteve com os três jovens hebreus (Dn 3.24-25). Se você está passando pelo deserto, não se preocupe dependa dele, tão somente dele, que o Senhor estará contigo nesse deserto. Da mesma maneira que o Senhor esteve com Moisés e seu povo no deserto; durante o dia, o Senhor ia adiante deles numa coluna de nuvem, que os conduzia e os protegia do castigante sol e durante a noite numa coluna de fogo que os alumiava, porém encontramos na bíblia que nunca se apartou do povo a coluna  de  nuvem durante o dia e nem a coluna de fogo durante a noite (Ex 13.21-22).
         Dependa dele, ainda que você esteja vivendo uma tempestade daquelas, não se atemorize; dependa de Deus, que quando menos você esperar, ele se levantará e acalmará a tempestade. Sabe por quê? Porque ele está no barco com você. Afinal, Deus não está na sua vida? Você não entregou a sua vida a ele? Ou melhor, os seus dias não estão nas mãos de Deus?
         Creio que os homens que alcançaram prosperidade em seu ministério, e chegaram ao final de suas vidas com a convicção do dever cumprido, foram homens que aprenderam os segredos da vitória. E o principal segredo da vitória é andar na presença de Deus todos os dias.Jesus disse: Sem mim, nada podeis fazer”. João (15.5), muitos de nossos projetos não são bem sucedidos por que Deus não está nele.
         Por vivermos em uma sociedade consumista, capitalista e individualista, o homem tem a nítida sensação que tudo pode, que é mais capaz que o outro; que sabe mais; que mais prospera; que é mais esperto, sábio, e mais trabalhador.
         Muitos de nós que vivemos no meio desta sociedade perversa, confusa e medíocre, convivemos com uma tremenda ambigüidade: Na oração confessamos ao Senhor a nossa dependência a Ele. Noutra oração dizemos: “Senhor, eu faço, tu me ajudas”. “Senhor, este é o meu projeto de vida, abençoa”. “Senhor, eu vou a todos os lugares aonde eu quiser, me abençoe”. São orações extremamente equivocadas que expõe nossa falta de fé e individualidade exacerbadas. A ambigüidade consiste em fazer projetos, e pedir de Deus as bênçãos. Se não der certo, culpa-se Deus. Contundo isso não é correto, e nem todos os homens e mulheres procedem desta forma. Alguns procuram em tudo buscar a direção de Deus, dependendo D’Ele. 
         Vamos aprender com Moisés, como um homem de Deus pode prosperar e atingir seus objetivos propostos sem nunca se desviar de Deus e de Sua presença. Moisés é o nosso referencial, o paradigma, o modelo de vitória e de plena dependência de Deus em sua caminhada até atingir a meta e realizar a visão que o Senhor tinha para sua vida. Quanto mais nos aproximamos de Deus, mais escutamos a sua doce voz. Quanto mais nos aproximamos de Deus, vamos conhecer Sua vontade e o que está no seu coração para nós. “A intimidade do Senhor é para os que o temem…” Salmo (24.14). Muita coisa acontece para nos desviarmos e nos afastarmos do chamado que Deus fez para nós. O diabo, nosso adversário, sabe que nos afastando do propósito de Deus, ele terá conseguido grandes vitórias sobre nossas vidas.
         Foi assim com Jesus na tentação. Com Neemias; com Paulo, o missionário e com outros. Você já imaginou se um desses homens desobedecesse? Certamente a obra de Deus perderia grandes conquistas. Foi perseverante e obstinado no chamado de Deus para sua vida. Utilizou bem os instrumentos com os quais Deus lhe capacitou. A nossa vida, só irá prosperar se dependermos de Deus, se o buscarmos, e se usarmos bem das estratégias espirituais.
         Não é o método que fará a diferença, mas uma vida consagrada no altar de Deus. Em 2ª Crônicas (32.8), lemos :
 
"Com ele está o braço de carne, mas conosco, o Senhor, nosso Deus, para nos ajudar e para guerrear nossas guerras. E o povo descansou nas palavras de Ezequias rei de Judá." 2 Crônicas 32.8

“Então, lhe disse Moisés: Se a tua presença não vai comigo, não nos faças subir deste lugar." Êx 33.15

Autor : Moab Soares