Procure

Estudos Biblicos

As Duas Igrejas - A de Abinadabe e a de Obede-Edom


TEXTO
"E sucedeu que, desde aquele dia, a Arca do Senhor ficou em Quiriate-Jearim, e tantos dias se passaram que até chegaram vinte anos, e lamentava toda a casa de Israel pelo SENHOR." I Samuel 7:2

Original hebraico
Shemuel Alef 7:2
2. E passaram-se muitos dias desde que a Arca ficou em Kiriate-Iearim, que chegaram a 20 anos, e toda a casa de Israel ansiava pelo Eterno.

INTRODUÇÃO
Com certeza a boa e agradável palavra do Senhor virá a nós todas as vezes que nos dispusermos a abrir nossos miseráveis corações e nos alimentar da verdadeira palavra que é o verdadeiro alimento para o sustendo da vida de um homem.

A mensagem que irei compartilhar veio diretamente do coração de Deus para todo o homem que desejar e almejar uma verdade grandiosa. Essa mensagem é o néctar que desce do céu para nossas bocas.

Eu sempre fui amante da verdade, ainda que está fosse doída, pois eu sempre digo que é melhor uma verdade doída, do que uma mentira finjida. A verdade nos dói mas nos leva a ver o que é certo e a palavra de Deus é a verdade, pois Jesus disse que Ele mesmo era e é a verdade que o homem precisa em sua vida. Essa verdade está explicita em toda a palavra de Deus, a bíblia sagrada, e é isso que muitos não mais conseguem ver. Hoje um sentimento de revolta está instalado no coração de Deus, pois Ele está vendo os pastores transformarem a palavra verdadeira em “teoria da prosperidade”. Estão transformando a bíblia em um “Baú da felicidade” onde se você não for sorteado, no final das prestações você retida o que pagou em prêmios. E o pior é que com essa teoria estão levando muitos ao engano e eu me pergunto: “As pessoas não mais pesam a palavra que ouvem? É isso que está acontecendo, pois as pessoas estão desesperadas em busca de dinheiro que acabam correndo para as igrejas que pregam a riqueza financeira. Eu abomino todos que pensam que o Senhor faz barganha de bênçãos.

Nisso meditei ao Senhor e esta mensagem veio fortemente ao meu coração e com muita alegria eu a preguei e a digitei para que algumas pessoas pudessem dela se alimentar e que possa ser difundida para outros tantos em nome de Jesus.

Minha labuta na igreja que pastoreio é mostrar aos fieis que a igreja é a noiva do cordeiro, que no lugar onde nos reunimos, que também se chama igreja é o lugar onde a Presença do Senhor se manifesta e que uma igreja não pode se apresentar ao seu noivo de vestes sujas, sem beleza. Uma igreja deve estar sempre apresentável ao noivo. Por isso dei esse título a essa mensagem. Vejo que nos dias de hoje muitas “pseudas igrejasestão se instalando e levando muitos ao erro fatal.

Amados irmãos, me ajudem a ajudar as pessoas difundindo esta palavra.

A CONFECÇÃO DA ARCA DO SENHOR

Para que possamos conhecer as duas igrejas dos dias de hoje, se faz necessário que antes conheçamos um pouco do maior artefato religioso de todos os tempos, a Arca da Aliança, que naqueles dias era a representatividade da presença de Deus.

No livro de Êxodo (Ex 37:1) a bíblia relata que um artista de nome Bezalel foi chamado por Moisés para construir a arca do Senhor, e segundo a Sagrada Escritura, Bezalel a fez de madeira de Acácia, que era uma madeira nobre e de muita durabilidade, uma madeira que nenhum cupim se aproximava. E depois de feita a Arca nas medidas dadas por Deus, Bezalel a cobre de ouro puro. Depois ele faz também dois varais de madeira de Acácia, que também foram cobertos de ouro puro para condução da Arca do Senhor. Fez também Bezalel a tampa da arca chamada de a Tampa do Propiciatório, de ouro puro que pesava aproximadamente 32 kg, com dois querubins ajoelhados onde a ponta de suas azas tocavam uma nas outras, simbolizando os guardiões da presença de Jeová.

Deus diz a Moisés que esta arca representaria a sua Presença, que no hebraico de pronuncia SHEKINAH, e onde a arca estivesse ali também estaria a presença do Senhor Jeová. Ele também disse que somente os levitas deveriam conduzir a Arca do concerto, arca da aliança, arca do Senhor, como queira.

Eu aprendo aqui que a presença de Deus é incorruptível, imutável, indestrutível e que sua presença esta coberta de glória e majestade, pois se a Acácia é a madeira mais nobre e o ouro é o metal mais precioso, então assim é a presença do Senhor Jeová para cada um de nós. Essa era a Arca do Senhor vista por fora, pois por dentro é uma outra história, e só para que saibam, o que foi gasto para construir a Arca do Senhor por dentro, daria para fazer sete do que foi feito por fora.

A PERDA DA PRESENÇA DE DEUS

Eli, era o juiz que antecedeu a Samuel, era já velho. Segundo alguns estudiosos nestes dias o futuro juiz de Israel, um moço chamado Samuel era jovem, mas Hofini e Finéias, sacerdotes e filhos de Eli andavam por caminhos tortuosos, em pecado diante da face do Senhor Eterno.

Certo dia em uma batalha contra os inimigos Filisteus e vendo que a situação de Israel não era boa, Hofini e Finéias decidem e mandam buscar a Arca do Senhor para a trazerem até o campo de batalha para que ganhassem a guerra. Aqui eu vejo a cegueira de ambos que acreditava que a Arca era um amuleto e os livrariam, pois estavam cegos pelos pecados que vinham cometendo e a Arca da Aliança não era um amuleto da sorte, mas um objeto que representava a presença de Deus.

Ao levarem a Arca para o campo de batalha, acreditando que venceriam, estavam totalmente enganados, e os Filisteus então venceram os Israelitas, mataram Hofini e Finéias e muitos homens israelitas e o pior de tudo, levaram a Arca da Aliança nos mostrando que por não valorizarem a palavra e a real presença de Deus e antes andando em pecado se pode ter aliança com o Eterno e assim Ele não tem parte com aqueles que vivem em pecado, mas antes, o Eterno ama os pecadores e odeia o pecado.

Quem anda em pecado está ultrajando o nome de Deus, pois as atitudes dos filhos de Eli nos mostram que mesmo eles sendo da tribo de Levi, sacerdotes do templo, descendentes de Arão, envergonharam o nome do Senhor, pois a história nos mostra que a Arca do Senhor foi colocada aos pés de Dagon, o deus filisteu, isso numa ação de tentarem humilhar o grande Senhor dos senhores e Rei dos reis, o Eterno, Hashem, o Adonai. Mas ainda havia corações dispostos a buscarem a verdadeira presença de Deus. E ainda hoje eu creio que há homens e mulheres que desejam a presença de Deus não através de amuletos, como tijolinhos, garrafinhas de água, ou rosas, mas através da adoração verdadeira.

Assim por não valorizarem a presença de Deus, os filhos de Eli perderam a Arca da Aliança, que era a palavra do Senhor, pois todas as vezes que agirmos de forma pecaminosa para com Deus, sua presença não se fará presente em nosso meio.

A Arca do Senhor ficou por cerca de sete meses com os Filisteus, que ficaram atemorizados com o que ela provocou em suas vidas, pois aquilo que era benção para os Israelitas, tornou-se maldição para os Filisteus, e eles depois de sete meses decidiram mandar a Arca embora e a colocaram em cima de um carro de boi e tocaram os animais e os bois iam gemendo e berrando pelo caminho, diz a bíblia. Então disseram a Samuel que já se passaram-se vinte anos, desde que os Filisteus mandaram a Arca embora e ela foi parar na casa de Abinadabe, e lá ficou esquecida e desprezada, pelo povo e pela família de Abinadabe.

Mas um dia ao assumir o trono de Israel, Davi decide mudar tudo. Ele decide buscar a Arca do Senhor, ou seja, decidiu buscar a Presença de Deus, a Shekinah e a colocar em seu devido lugar, coisa que hoje não se vê mais.

Eu acredito, como alguns estudiosos que a Arca ficou fora de seu lugar por cerca de 70 anos, uma vez que ela foi levada nos dias de Eli, depois vem o período de Samuel, seguido pelo reinado de Saul que durou 40 anos (Atos 13:21) e somente com Davi se buscaram a presença de Deus.

DAVI, UM NOVO REI EM ISRAEL.

Davi é ungido rei em Hebrom, e ali governa fielmente sete anos sobre aquele pequeno povo, e como a palavra de Deus nos relata que aquele que é fiel no pouco, Deus o colocará no muito, então logo após a morte de Saul, chega à vez de Davi ser colocado no muito, então ele é ungido rei sobre todo o Israel, e logo quando chega ele chama o profeta Abiatar (Deus é pai) e pergunta: Abiatar, onde estará a Arca do Senhor? E Abiatar lhe respondeu que a muitos anos ela foi tomada do meio do povo de Israel e lhe conta toda a história dos filhos de Eli.

Então Davi resolve buscar a Arca do Senhor e trazer de volta a presença de Deus. E Davi reúne a elite da igreja, os melhores, os músicos, os cantores, os empresários e outros para trazer de volta a Arca que estava na casa da família de um homem chamado Abinadabe.

Olhando claramente a intenção de Davi, ela parece ser louvável, e até acreditamos que Deus possa ter ficado muitíssimo feliz, mas quero lhe dizer uma coisa, Deus não se alegra com nossas intenções, ele quer que tomemos a atitude certa, correta, tudo conforme a palavra Dele nos ensinou, pois a boa intenção de Davi o conduziu ao erro. Eu costumo dizer para a igreja a seguinte frase: “Palavras movem o coração de Deus, mas as atitudes movem as mãos de Deus”.

Mas não é das intenções de Davi que quero me dirigir nesta mensagem e sim falar de duas igrejas dos dias de hoje usando em analogia o contexto acima.

A Arca ficou na casa da família de Abinadabe, que era o patriarca da família, mas consagraram seu filho de nome Eleazar (Aquele que Deus socorre) para que cuidasse da Arca do Senhor e lá ficou por muitos e muitos dias. Certo dia Davi em que já era rei de Israel, ele decide buscar a Arca do Senhor e vai até a casa de Eleazar e assim como fizeram os filisteus, Eleazar faz o mesmo, colocam a Arca em cima de um carro de boi e no meio do caminho, precisamente na Eira de Nacom, os bois tropeçam e um dos filhos de Eleazar chamado Uzá (Força) toca na Arca e é fulminado por um raio do céu causando em sue corpo uma rotura, ou seja, um buraco. Davi decide deixar a Arca no meio do caminho e a deixa na casa de um homem pobre que morava no meio da estrada que dava a Jerusalém, chamado Obede-Edom, que lá ficou por um tempo e depois de três meses da Arca ter ficado na casa Obede-Edom, Davi retorna e a leva da forma que se deveria ser feito desde o começo.

Com esse intento quero ministrar uma palavra que nos foi revelada pela ação de Davi, que é as duas igrejas que possuem a presença de Deus.

A IGREJA DE ABINADABE.

Após ser consagrado, Eleazar conduz para sua casa a Arca do Senhor, o maior artefato religioso de toda a história que quando foi levado a sério realizou infinitas maravilhas no meio do povo de Israel. E lá ficou, na casa de um homem que tinha dois filhos, ou seja, era uma família, porém conhecedores da palavra de Deus, conhecedores das leis do Senhor e de tudo quanto a presença de Deus já havia feito na história vitoriosa de Israel.

Vamos levar em consideração o que está escrito em I Samuel 7:2, pois não importa o tempo, se foi 20, 30, 70 ou 100 anos que a Arca ficasse na responsabilidade de Eleazar, pois ele errou e muito, pois ela foi para ele assim como foi para com os Filisteus, uma grande maldição.

Quero conjecturar com os amados leitores e peço, por favor, que não me julguem, pois me sinto um menino na presença da bíblia. Mas ficando a Shekinah, Presença do Senhor por tanto tempo na casa de Eleazar não seria de se estranhar que as atitudes da família mudassem, mas foi o contrário, nada mudou.

Esse é o meu entendimento, minha conjectura: “Eleazar recebeu a Arca em sua casa e a colocou no cômodo mais nobre, talvez a sala de estar, e lá ela ficou, e pela manhã ele abria a janela e deixava o brilho do sol entrar na sala e aumentar o brilho do ouro que cobria a Arca, mas com a janela aberta também entrava o pó, e vez em quando Eleazar pegava um espanador e espanava o pó, mas os dias foram passando e com a chegada de uma nova mobília a Arca teve que ser empurrada para um canto. Mas os dias não eram somente de sol, pois em dias de chuva os dois filhos de Eleazar, Uzá e Aio tinham que brincar dentro de casa e ambos corriam pela casa, e pulavam por cima da Arca empoeirada, e talvez Eleazar os chamasse a atenção para que tomassem cuidado com a Arca, mas criança parece que ouve pouco e eles não davam muita atenção. Os filhos de Eleazar se acostumaram com a Arca e não o que ela representava e cresceram sem aprenderem a dar a Arca do Senhor o devido valor, a devida reverência, pois aquele que tinha a obrigação de ensiná-los não o fez, pois na verdade Eleazar também já havia perdido tais valores.”

Essa é a igreja de Abinadabe, uma igreja em que seus pastores até começam bem, suas intenções e seus conhecimentos eram no começo os melhores, e acredito que Deus até acreditava que eles não desviariam do caminho certo. Mas os dias passaram e sabemos que nossos dias não somente de sol, mas também de escuridão e frio. E estes pastores deixaram de acreditar no amor infinito e sobrenatural de Deus e começaram encostar a presença de Deus e passaram a acreditar em suas próprias habilidades de pregar, e manusear a palavra viva, e viram que era mais fácil tirar dinheiro dos fieis e se enriquecerem muito e assim comprariam impérios televisivos; Iates e aviões; fazendas e apartamentos, em locais paradisíacos. Deixaram de ensinarem que a presença de Deus é a maior riqueza que uma pessoa pode ter, e um exército de pseudos cristãos começou a crescer por todo o mundo. Homens e mulheres que estão preocupados com suas próprias vidas, e passam a semana arrumando um tempinho para Deus, mas não encontram.

Hoje as pessoas não têm mais expectativa de saírem de suas casas e se dirigirem até a casa de Deus, somente arrumaram um tempinho, para o culto, e quando chegam lá ficam olhando para os relógios ansiosos por voltarem para suas pobres casas, que não tem a presença do Eterno, pois são os membros da Igreja de Abinadabe. Hoje já não há mais prazer pela casa de Deus.

Outro dia voltando para a casa, eu passei em frente a uma “igreja”. Ela estava com as porta bem abertas e vi um jogo de luz com várias cores, com efeito de fumaça, e um som estridente que mau se entendia a letra do que chamavam de louvor, e achei no mínimo estranho, parecia uma “discoteca” e perguntei a Deus o que seria aquilo. E Ele me disse que era uma das Igrejas de “Abinadade” que estão cheias de pastores “Eleazares”, que criam estratégias para atraírem pessoas para enriquecerem seus bolsos. Me parece que tem mais pecado dentro da igreja do que fora, pois estamos atraindo maldição para nossas vidas, o mundo tá entrando na igreja, até as festas das igrejas tem nomes mundanos, como “Arraiá Quadrangulá”, com bebidas chamada “crentão”, é o cúmulo do absurdo.

As igrejas Abinadabe desviaram do caminho levítico, e se enveredou por caminhos perigosos e escuros que levaram as pessoas a serem fulminadas pela lei de Deus assim como aconteceu com o jovem Uzá.

As igrejas Abinadabe estão agindo como os filisteus, que por nunca terem a presença de Deus no meio deles, colocaram a Arca da Aliança em cima de um carro de Boi e expulsaram de meio deles. E hoje me parece que vivemos no passado, pois queremos levar a presença de Deus de qualquer forma e sem reverência, e assim agimos como os filisteus, enviando a Shekinah em cima de animais.

As igrejas Abinadabe morrem na Eira de Nacom, e o interessante é que o nome Nacom, quer dizer “lugar onde não se pode tropeçar”. E tem sido aí que a igreja de Abinadabe tem tropeçado “na palavra de Deus”.

As igrejas de Abinadabe estão cheias de morte espiritual, só barulho, gritaria, e nada de arrependimento, pois entram gritam e pulam, e saem para fazer as mesmas coisas que faziam.

Precisamos conhecer a igreja de Obede-Edom que não tem nada a ver com a igreja de Abinadabe, e isso vermos agora.
   

A IGREJA DE OBEDE-EDOM.

Com a terrível morte de Uzá, filho de Eleazar, Davi percebeu que fazia tudo errado e teve tremendo temor no coração e viu que estava fazendo tudo igual aos filisteus e a Abinadabe, tratando a Arca do Senhor, a que é a Presença do Eterno com irreverência. Então Davi com pranto e amargura, faz uma pergunta: Como trarei a mim a Arca do Senhor? Resumindo ele estava perguntado: Como devo agir para ter de volta a maravilhosa e grandiosa presença do Eterno?  Pois até aqui fiz tudo errado!

Davi precisava aprender a tratar a Arca do Senhor como deveria. Então Davi olha e vê uma casinha pequena, bem a beira da estrada, e decide deixar a Arca na casa que era de Obede-Edom para então aprender e depois a levá-la. Davi vai até a casa, e assim eu acredito que foi: “Davi bate a porta e um homem simples que abraçado a sua amada esposa abre a porta e quando vê o rei de Israel se ajoelha, sem saber do que se trata, e que algo maior do que o rei Davi estava preste a entrar em sua casa. Mas Davi o manda levantar e lhe conta o acontecido e pede para que deixasse a Arca do Senhor em sua casa até que prendesse e voltasse para levá-la. Então Obede-Edom que já tinha ouvido falar da tão maravilhosa Arca da Aliança aceita a honra de guardar em sua humilde casa a Shekinah do eterno. Obede-Edom colocou a Arca no meio de sua sala, assim como fez Eleazar, com uma pequena diferença, que mesmo sem nada acontecer ele nunca deixou de reverenciar a Arca do Senhor, e nas madrugadas que se seguiram ele se levantava e se ajoelhava perante a Arca para agradecer a sua nobre presença. Obede-Edom se apaixonou pela Arca, e  lá ela ficou por três meses, e o rei Davi ficou sabendo que a Presença de Deus havia abençoado a vida de Obede-Edom, e percebe que a ira de Deus já se havia aplacado, e agora sabendo o jeito certo vai e leva da casa de Obede-Edom a Arca do Senhor, mas para a surpresa de Davi Obede-Edom também foi junto e jamais saiu de perto da Shekinah do Eterno, pois aprendeu que somente a presença de Deus pode mudar a vida de um homem”.

Essa é a Igreja de Obede-Edom, uma igreja que aceita receber a presença de Deus e que mesmo sem muito conhecê-la, sabe como tratar a chegada da Arca em seus humildes corações. Uma igreja que reverencia de forma correta e sincera.

A igreja de Obede-Edom é a igreja que faz a diferença, é a igreja que nas madrugadas se jogam de joelhos que choram e se humilham diante da presença do grande e Eterno Senhor. Creio que ainda existam tais igrejas.

A igreja de Obede-Edom dispensa comentários, pois essa igreja tem intimidade com a Shekinah, que é a presença de Deus, que é a Arca do Senhor. E saibam meus amados irmãos leitores, que a igreja de Obede-Edom existe, ela não se afasta de perto da Arca do Senhor, assim como fez o grande “Servo-Vermelho”. Obede-Edom entendeu que ele precisava estar onde a Arca estivesse e ele se esforçou para isso se capacitando em adoração como porteiro, musico, guardião, e entrou para a história do contexto bíblico nos mostrando como uma igreja deve ser.

A igreja de Obede-Edom é diferenciada, pois não se mistura com o mundo e nem com as coisas que o mundo oferece. Esta igreja causa terror no inferno e nela acontecem muitos milagres, pois ela não precisa vender tijolinho ou garrafinha de água para que seus fieis sejam abençoados, nela as pessoas ofertam e dizimam de livre e espontânea vontade e sentem amor e prazer em fazer isso.   

CONCLUSÃO.

Eu creio que virá um tempo novo onde as Igrejas de Obede-Edom se levantarão e mostrarão as igrejas de Abinadabe o erro e o pecado. Um tempo em que o povo buscará realmente a SHEKINAH DE DEUS, um tempo que a presença de Deus fará a diferença. Hoje temos visto um povo relaxado, pessoas que vão para as Igrejas e ficam olhando o relógio, ou atendendo parelhos celulares, pessoas que vão a igrejapara beber água, ou usar o banheiro. Realmente, estamos perdendo a reverência para com a ARCA DO SENHOR. E pior do que isto, pastores que sobem nos púlpitos e dizem coisas absurdas. Mentirosos, só estão tentando mexer com a emoção e com o bolso do povo, e dinheiro e emoção não traz a presença de Deus.

Como trarei a mim a Shekinah de Deus?

Então o rei Davi busca as escrituras e lá ele lê como se fazia. Davi volta à casa de Obede-Edom e novamente toma a arca do Senhor, só que agora da maneira certa, sem boas intenções e pressa, pois de “boas intenções o inferno está cheio” e a “pressa é inimiga da perfeição”, essa é a maneira errada. A Shekinah de Deus, não pode ser levada em uma carroça, e muito menos levada por animais, pois essa é a atitude da igreja de Abinadabe. Deus não tem prazer em ver um povo ignorante. Aprenda que uma coisa, as IGREJAS DE OBEDE-EDOM simbolizam os filhos de Deus, que são pecadores, mas tem o sangue do cordeiro para purificá-los, representa aqueles que não tem herança na terra mas tem a presença de Deus, representa os humilhados que serão exaltados, representa a elite da terra, a noiva do cordeiro,

Amados irmãos, aprendam uma coisa: O Cordeiro Santo não vem buscar a Igreja de Abinadabe, e sim a Igreja de Obede-Edom, que é a Noiva.

Como trarei a mim a Shekinah de Deus?

Leia I Coríntios 3:16, talvez você não leia e eu não quero que seja ignorante, então eu lhe mostrarei o contexto.

“16-Não sabeis vós que sois o templo “DA ARCA DA ALIANÇA” e que o Espírito de Deus habita em vós? 17-Se alguém destruir o templo de Deus, Deus o destruirá; porque o templo “DA ARCA DO SENHOR”, que sois vós, é santo.”

Deus está a procura das igrejas de Obede-Edom, e eu te pergunto e gostaria que você respondesse para você mesmo: Qual igreja é a sua?

| Autor: Pr. Alexandre Augusto | Divulgação: EstudosGospel.Com.BR |