Procure

Esboço Maldições Hereditárias - Sim ou Não?


Introdução

       A superdimensão que estão dando ao assunto...
       A tendência de não se examinar bem e fielmente tudo o que a Bíblia tem a dizer.

       Entendendo o texto básico – 
 
“Não te encurvarás a elas nem as servirás, pois eu, o Senhor teu Deus, sou Deus zeloso que visita a maldade dos pais nos filhos, até a terceira e a quarta geração daqueles que me odeiam”.  Êxodo 20:5
 
       - a visita de Deus aqui não é chamada de maldição, certamente inclui algum tipo de castigo; - está ligada ao pecado da idolatria - conforme o versículo 4 
 
“Não farás para ti imagem de escultura, nem, semelhança alguma do que há em cima nos céus, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra”.  Êxodo 20.4
 
       - o público alvo da visita está bem definido “daqueles que me odeiam”.
       É preciso fechar o pensamento de Deus lendo o versículo 6 
 
“mas faço misericórdia até mil gerações daqueles que me amam e guardam os meus mandamentos”.   Êxodo 20.6
 
       Esse é o Deus a quem servimos. Se você o ama, você está abençoando suas gerações futuras, sem tirar de nenhum deles a responsabilidade individual.
 

A Responsabilidade Diante de Deus

 
“Que tendes vós, vós que dizeis esta parábola acerca da terra de Israel: Os pais comeram uvas verdes e os dentes dos filhos é que se embotaram? Tão certo como eu vivo, diz o Senhor Deus, nunca mais direis este provérbio em Israel. Pois todas as almas são minhas; como a alma do pai, também a alma do filho é minha; a alma que pecar, essa morrerá”.  Ezequiel 18.2-4.
 
       Esse texto:
  • Afirma de maneira clara a responsabilidade individual diante de Deus;
  • Reclama o direito inalienável de só o Senhor Deus julgar os seus filhos;
  • Nega de forma transparente a possibilidade do pecado do pai ser castigado no filho. O que se confirma nos versículos 19 e 20
“Contudo perguntais: Por que não levará o filho a maldade do pai? Porque o filho fez justiça e juízo, guardou todos os meus estatutos, e os praticou, por isso certamente viverá. A alma que pecar, essa morrerá. O filho não levará a maldade do pai, nem o pai levará a maldade do filho. A justiça do justo ficará sobre ele, e a impiedade do ímpio cairá sobre ele”.   Ezequiel 18.19-20
 
  • Obedecer e servir a Deus é uma decisão absolutamente pessoal;
  • O filho pode, e em muitos casos deve, fazer opção diferente da que fez o seu pai;
  • Um pai pode gerar tanto um filho obediente e honesto como um mau caráter. Veja o contexto, capítulo 18 inteiro;
  • A maldição hereditária tende a isentar o indivíduo da sua responsabilidade e culpa diante de Deus. Não vejo esta possibilidade em nenhuma parte da Bíblia.
 

A Obra de Jesus Diante da Maldição

 
“É evidente que pela lei ninguém será justificado diante de Deus, porque o justo viverá da fé. Ora, a lei não é da fé, mas: o que fizer estas coisas por ela viverá. Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós, pois está escrito: ‘maldito todo aquele que for pendurado no madeiro’. Ele nos resgatou para que a bênção de Abraão chegasse aos gentios por Jesus Cristo, e para que pela fé nós recebêssemos a promessa do Espírito.”   Gálatas 3:11-14
 
  • A obra de Cristo foi completa para os que estão nele – 2 Coríntios 5:17 “E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas”;
  • Nada precisa ser acrescentado a não ser a fé nele e no que ele fez;
  • Quebrar maldições hereditárias na vida de crentes em Jesus é tentativa de anular, mesmo que inconscientemente, o que o Senhor realizou cabalmente na cruz.

Fechando o Estudo

 
“Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça.”  1 João 1:9
 
“Havendo riscado o escrito de dívida que havia contra nós nas suas ordenanças, o qual nos era contrário, removeu-o do meio de nós, cravando-o na cruz e, tendo despojado os principados e potestades, os exibiu publicamente e deles triunfou na mesma cruz.”  Colossenses 2:14

  • O caminho para a vitória em relação aos pecados na vida do crente é a confissão;
  • O caminho para a vitória é a posse, pela fé, daquilo que o Senhor Jesus já fez por cada um de nós. Amém.
 
 
Autor:  Pr Mateus Esteves dos Santos
Terceira Igreja Batista do Plano Piloto
Email