Procure

Esboço A bênção de Jacó sobre seus filhos

Texto: Gn.49.1-33


Introdução: Os pais, quando se viam próximos da morte, abençoavam seus filhos (Gn.27.1-4), especialmente o filho mais velho, o primogênito.

1- Deus deu ao pai o poder de abençoar ou amaldiçoar seus filhos (Gn.9.24-27).

Esta seria uma forma de garantir que os filhos honrariam, obedeceriam e agradariam seus pais, e isto por toda a vida, visto que a bênção principal era, normalmente, retida até a ocasião da morte paterna.

2- A maldição sem causa não virá (Pv.26.2).

A maldiçãopoderia ocorrer devido a uma falta grave do filho. Não basta alguém pronunciar uma praga contra nós. Se não tivermos culpa, ela não nos atingirá.

3- As palavras de Jacó simbolizam o juízo final.

Durante a vida de Jacó com seus filhos, eles se engrandeceram muito. Alguns cometeram erros graves e, no momento, parecia que ficariam impunes, mas no final daquela história haveria um acerto de contas (Gn.34.25-31; 49.5-7; 35.22; 49.3-4). Jacó soube dos erros dos filhos, como Deus sabe dos nossos. Precisamos nos arrepender antes que venha o juízo.

Conclusões:

Os filhos devem obedecer aos seus pais.
Os pais devem ser cuidadosos ao falar algo para o futuro dos filhos.
Devemos ser cuidadosos em todos os aspectos da nossa vida, pois o nosso Pai está vendo tudo e nos dará a recompensa.

Autor: Prof. Anísio Renato de Andrade