Procure

A Bíblia que Jesus Lia

 
Philip Yancey sabe como poucos desafiar nossas crenças mais defendidas (e também equivocadas) a respeito da fé. Em A BÍBLIA QUE JESUS LIA, ele põe em xeque a concepção de que o Novo Testamento é tudo o que importa e não vale a pena gastar tempo para ler e entender o Antigo.
 
Yancey confessa que, como muitos cristãos, também evitou com freqüencia o Antigo Testamento. Afinal, porque se importar com escritos que chegam a ser tão desconcertantes, enfadonhos e até afrontosos para a mente moderna?
 
Entretanto, Yancey foi surpreendido por uma descoberta agradável quando começou a estudar o Antigo Testamento para saber que relação poderia ter com sua vida cotidiana. Aquelas Escrituras hebraicas aparentemente sem pertinência, de repente se afiguraram a ele com uma proximidade chocante, retratamdo o relacionamento apaixonado entre Deus e as pessoas contra o cenário geral da experiência humana. De forma inigualável, o Antigo Testamento retrato o clamor, as queixas, os questionamentos profundos e insistentes do coração humano, elementos com os quais lutamos no dia a dia.
 
Com o seu estilo franco e peculiar, Yancey interage com o Antigo Testamento da perspectiva da jormada profunda que ele mesmo empreendeu. Começando por Moisés, o surpreendente príncipe do Egito, e chegando às emoções turbulentas dos salmistas e às vociferações estranhas e singulares dos profetas, Yancey pinta um quadro do Deus de Israel (e nosso) que vem somar à visão exclusivamente neotestamentária do Todo-Poderoso.
 
Yancey selecionou e examinou com muito critério alguns livros das Escrituras - Jó, Deuteronômio, Salmos, Eclesiastes e os profetas - , revelando-nos como o Antigo Testamento trata com profundidade e detalhes assustadores as questões que mais nos afligem. E, por sinal, o Antigo Testamento não se furta diante de questões que o Novo Testamento muitas vezes somente esboça. Mas isso não deve surpreender. Pois, afinal de contas, é a Bíblia que Jesus lia.

A BÍBLIA QUE JESUS LIA proporcionará inúmeras novas descobertas sobre o coração de Deus Pai. E, ao ler com novo olhar as orações, os poemas, os hinos e as parábolas que Jesus tanto estimava, você terá nova e profunda compreensão de Cristo. Pois, nas palavras de Yancey: "Quanto mais compreendemos o Antigo Testamento, mais compreendemos a Jesus".

Antigo Testamento é a Bíblia que Jesus lia, usava e amava.
 
Autor: desconhecido